Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
11

Chega ao fim em julho deste ano, após 20 anos, o prazo de concessão da BR 290 à Concepa. Com isso, o edital para manter a administração da Freeway com a iniciativa privada já está em elaboração.

Entre as mudanças previstas está a retirada da praça de pedágio de Gravataí, que passará a ficar no quilômetro 59 da rodovia, próximo à fábrica da GM. O novo endereço é uma antiga reivindicação dos moradores da cidade, que hoje são obrigados a pagar pedágio para se deslocar até o Centro de Porto Alegre.

A alteração, contudo, impacta diretamente Alvorada. Sem acesso direto à rodovia, os motoristas que deixam a cidade rumo ao Litoral Norte utilizam a ERS 118, que fica após a atual praça de pedágio.

Com o novo endereço e as novas regras do edital, quem deixa Alvorada pagará quatro vezes o pedágio: duas na ida, em Gravataí e Santo Antônio da Patrulha, e outras duas na volta. Atualmente, não há cobrança no retorno do Litoral na praça de pedágio em Santo Antônio da Patrulha, o que faz os motoristas da cidade pagarem apenas uma vez em todo o trajeto da viagem.

Apesar do aumento no custo, a mudança é vista com bons olhos – pelo menos em parte – pela Associação Comercial e Industrial de Alvorada (Acial). Isso porque com a mudança de endereço, a cidade deve deixar de ser rota alternativa para escapar da cobrança. O principal problema desta realidade é a conservação do asfalto na cidade, isso porque o trânsito de veículos pesados acaba diminuindo muito a vida útil do material, o que contribuiu para o surgimento de buracos.

A entidade, contudo, continua cobrando a criação de um acesso direto de Alvorada à rodovia. O pedido também é capitaneado por Cachoeirinha. Já Gravataí cobra a construção de vias laterais. Até o momento, contudo, a  Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) não sinalizou nenhum movimento de inclusão destas reivindicações no novo edital.

Duas audiências públicas estão programadas para acontecer nos próximos dias para debater o assunto. A promessa é que os moradores das cidades diretamente afetados poderão contribuir e sugerir mudanças nas regras de concessão.

As mudanças, conforme a ANTT, serão levadas em conta para a nova licitação. Em Porto Alegre, a audiência pública ocorre nesta quinta-feira (16), das 14h às 18h, no auditório do Sest/Senat, no bairro Humaitá.

Em Brasília, ocorre audiência pública na ANTT, no dia 23 de fevereiro, das 14h às 18h.

Fonte: O Alvoradense

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
11

Comentários