Dia de muito sol, música e literatura na Lagoa do Cocão

Público teve tarde agradável na Lagoa em um evento no último domingo

Público se acomodou em baixo das árvores para assistir às bandas | Foto: Ecovox / Divulgação / OA
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

A segunda edição do projeto “EcoSons – Música & Conscientização Ambiental”, chegou à Lagoa do Cocão na tarde do último domingo (8). O espaço que deveria ser o cartão postal de Alvorada ganhou vida, muita música e ações culturais, como a presença do escritor Artur Madruga e sua trilogia da Formiguinha, cuja história inicia ali.

A iniciativa do projeto é da Ecovox, banda do alvoradense Carlinhos Weiss, que contou com o apoio das Secretarias Municipais do Meio Ambiente e de Cultura e Turismo, com apoio da Nacional Engenharia, construtora do Praça Shopping de Alvorada. E essa foi uma oportunidade de relembrar o Movimento Pró-Cultura, no final dos anos 80, quando jovens tomavam conta do local e se divertiam com muita música e paz.

Agora, em 2015, no ano do cinquentenário de Alvorada, participaram as bandas Confirmados, Verde Black e Ecovox e o músico Maninho Melo, em um palco formado por pneus e elementos cênicos a partir de materiais que seriam descartados. A intenção foi mostrar a importância da reciclagem na reutilização dos materiais.

Formiguinha continua sua trilha por Alvorada
A Formiguinha do escritor Artur Madruga segue trilhando por Alvorada e Porto Alegre, desta vez voltando às suas origens. O autor participou das atividades do Eco Sons – Música & Conscientização Ambiental, evento cultural que aconteceu às margens da Lagoa do Cocão no último domingo (8), com sua trilogia da Formiguinha Skatista, Grafiteira e Inventora. Para quem ainda não leu a história, a Formiguinha, personagem principal, é moradora da Lagoa e sai em busca de ajuda para preservar o meio ambiente.

Público do Eco Sons prestigiou obras de Artur Madruga (D) | Foto: DC / Divulgação / OA
Público do Eco Sons prestigiou obras de Artur Madruga (D) | Foto: DC / Divulgação / OA

Ainda na manhã de domingo Artur Madruga expôs e autografou seus livros infantis na Feira de Artesãs que acontece periodicamente na Praça Central João Goulart, onde também acontecia o Desfile Municipal.

Durante a semana a obra, que é editada pela SDC Publicações, recebeu convite para ser apresentada a alunos e professoras da Escola Estadual Campos Verdes, onde houve nova sessão de autógrafos. E na tarde de terça, dia 10, Artur Madruga esteve na sede do Correio do Povo, em Porto Alegre, onde foi entrevistado, sobre o tema literatura infantil, por acadêmicos de jornalismo da Ufrgs, PUC, Ulbra, Uniritter, Unipampa, Unisinos, UFSM e Feevale.

E a trilogia da Formiguinha segue na 61ª Feira do Livro de Porto Alegre, na banca da Associação Gaúcha dos Escritores Independentes, onde está à venda. Em Alvorada os exemplares são encontrados na banca do Bento, parada 49, Banca da 52, Cafeteria Aquarius e Bazar Encanto, na rua São Borja.

Bandas se revezaram no palco montado à beira da Lagoa do Cocão para cantar sucessos autorais e músicas sobre o meio ambiente | Foto: Ecovox / Divulgação / OA
Bandas se revezaram no palco montado à beira da Lagoa do Cocão para cantar sucessos autorais e músicas sobre o meio ambiente | Foto: Ecovox / Divulgação / OA

Fonte: O Alvoradense

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários