Governo do RS colocará a venda 49% das ações ordinárias do Banrisul

Governador José Ivo Sartori garantiu, contudo, que banco permanecerá sob controle do Estado

| Foto: Jonathas Costa / Arquivo OA
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

O governador José Ivo Sartori anunciou em coletiva realizada na manhã desta quarta-feira (4), no Palácio Piratini, que o governo do Estado do Rio Grande do Sul venderá todas as ações excedentes que tem sob o seu domínio do Banrisul, ou seja 49%.

Desta forma, o Estado permanecerá com o controle acionário de 51%, o que garante a manutenção do Banrisul como banco público. Também serão vendidos os 7% das ações preferenciais (sem direito a voto) que ainda estão em poder da instituição.

Sartori não revelou a expectativa de arrecadação e ainda pediu “ajuda da imprensa” para não especular quanto poderá entrar nos caixas do banco.



De acordo com o governador, essa oferta pública está sendo feita agora porque as ações do Banrisul chegaram à faixa de R$ 17,00 a unidade. No ano passado, no auge da crise econômica, a unidade estava a R$ 5,00. “Portanto, estão postas as condições técnicas para um processo que tem tudo para ser muito bem-sucedido”, ressaltou.

A expectativa é de que as operações estejam concluídas até o final do ano. O aporte financeiro que virá como resultado, conforme destacou Sartori, será aplicado no reequilíbrio financeiro do Estado e investido em áreas essenciais, como saúde, segurança e educação. “Essa decisão é boa para o Banrisul, mas também para toda a sociedade gaúcha”, disse Sartori.

“O Banrisul aumenta de importância como instrumento de apoio ao crescimento do Estado, ganha maior transparência e maior independência de gestão, submetido às legislações das S/A e às regras do sistema financeiro nacional. Mais do que nunca, trilha um caminho de fortalecimento institucional e autonomia administrativa”, assegurou o governador.

Foto: Luiz Chaves / Palácio Piratini / OA

Fonte: O Alvoradense

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários