Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
2

A longevidade pode estar ameaçada pela falta de cuidados com a saúde. Acompanhamos na semana passada, que o aumento de idosos no mundo será significativo nos próximos 30 anos. Novos medicamentos e políticas voltadas ao idoso são medidas que corroboram para o avanço da melhor idade. Sobretudo, tais ações sem um resultado efetivo, não garantem uma velhice saudável e com qualidade de vida.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), três em cada quatro idosos possuem alguma doença crônica. Ou seja, uma doença de evolução lenta, que deveria ter sido tratada e acompanhada na saúde primária, nos postos de saúde. As doenças cardiovasculares, assunto já apresentado em outras edições, (leia também: “Problemas cardíacos matam mais que a violência no Brasil”),  lideram a lista das patologias que mais acometem os idosos.

Não é normal ficar “gagá” ao envelhecer. Já ouvi por diversas vezes a frase: “não dê importância ao que a sua vó diz, ela está ficando gagá”! Reforço, envelhecer não é sinônimo de doença. Esquecimento, agitação, irritação, chorar constantemente sem motivo aparente, podem caracterizar diversas demências ou doenças de distúrbios cerebrais como o Mal de Alzheimer, o Mal de Parkinson e, até mesmo, a depressão.



A partir dos 60 anos é importante que o idoso faça acompanhamento com o médico geriatra. Quando a doença é descoberta no início, a chance do problema progredir é menor se realizado o tratamento adequado. Outro tema que vem avançando junto com a população idosa é o grande índice de contaminação pelo vírus do HIV.

Instituições de apoio aos idosos e os famosos bailes da terceira idade, fizeram reacender entre este público a possibilidade de namorar. Mas, junto ao prolongamento da vida afetiva, veio a consequência que os jovens já conhecem, a Aids. De acordo com o Boletim Epidemiológico Aids e DSTs , a taxa de detecção entre o público com mais de 60 anos por 100 mil habitantes cresceu. Para especialistas, esse aumento é resultado de uma fraca atuação de conscientização e combate entre os idosos.

E falando sobre as instituições destinadas ao apoio do idoso, na semana que vem encerraremos o tema apresentando um pouco mais sobre as instituições de longa permanência para idosos, as ILPI. Falaremos, principalmente e de um modo geral, das que ofertam este serviço dentro da cidade de Alvorada. Algumas delas não possuem o mínimo preparo ou, até mesmo, condições de estar recebendo estes idosos. Você vai se surpreender com as diversas situações que acontecem dentro destas entidades.

Forte abraço, e até a semana que vem!

Fonte: datasus.saude.gov.br
            aids.gov.br

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
2

Comentários