Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Você já ouviu falar de doenças cardiovasculares? Se não ouviu assim, com este termo, provavelmente em algum momento já teve conhecimento de alguém que sofre de pressão alta – hipertensão arterial (HAS) ou até mesmo, de quem já teve um ataque cardíaco – infarto agudo do miocárdio (IAM).

De uma forma simplificada, podemos dizer que as doenças cardiovasculares são um conjunto de problemas que acometem o coração. Cerca de 17,5 milhões de pessoas morrem no mundo devido a estas patologias todos os anos, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). No Brasil é a primeira causa de morte, dizimando uma pessoa a cada dois minutos, matando mais do que o câncer e a violência.

Os fatores de risco comportamentais classificados como os mais importantes e considerados potencializadores para estas patologias, estão entre o estilo de vida, as dietas não saudáveis, o sedentarismo, a obesidade, o tabagismo, a idade e o consumo abusivo de álcool. Os sintomas das doenças cardiopatas são variáveis e estão normalmente associados ao tipo de doença que o indivíduo tem. Normalmente, estes sinais só começam a aparecer nas fases em que a enfermidade já está instalada, dificultando a sua prevenção.
A hipertensão arterial, o infarto agudo do miocárdio e o acidente vascular cerebral são algumas das moléstias deste “guarda-chuva” das doenças cardiovasculares. Estes dois últimos, sem dúvida alguma, são os responsáveis pelo maior número de mortes quando falamos de doenças do coração.

A Atenção Primária à Saúde é fundamental e essencial no cobate a estas comorbidades. Porém, sabemos que este é um problema de Saúde Pública, pois os cuidados primários não tem sido eficazes nas ações preventivas e curativas da população em geral.
Como forma de contribuir e acreditando que a informação é uma grande ferramenta na Promoção da Saúde, nas próximas edições falaremos de hipertensão arterial, infarto agudo do miocárdio e acidente vascular cerebral, dividindo em três partes, destacando quais são os fatores de riscos, os sinais e sintomas e a forma de prevenção para diminuir a mortalidade nestas enfermidades.

Na próxima semana, iniciamos com o tema Hipertensão Arterial. Participe conosco!

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

COMPARTILHAR