Mais de 600 policiais atuaram na operação que prendeu 23 e deteve 60 suspeitos | Foto: Divulgação / Polícia Civil
Mais de 600 policiais atuaram na operação que prendeu 23 e deteve 60 suspeitos | Foto: Divulgação / Polícia Civil

A Polícia Civil está realizando uma megaoperação em Cachoeirinha, Gravataí, Porto Alegre e Sapucaia do Sul nesta quinta-feira (25). Mais de 600 policiais foram mobilizados na ação, chamada de Clivium. Após 11 meses de investigações, 23 pessoas foram presas e outras 60 detidas. Todos faziam parte de uma quadrilha liderada por uma família.

O grupo é acusado de praticar homicídios, sequestros, lavagem de dinheiro, corrupção de menores e tráfico de drogas na região. A Polícia Civil garante que prendeu integrantes de todos os setores da quadrilha, incluindo o líder dela. Em uma das contas bloqueadas foi encontrado o valor de R$ 54 mil.

A quadrilha contava com um grande potencial bélico. Os criminosos tinham armamentos que a princípio seriam de uso exclusivo da polícia e do Exército brasileiro. Já os menores de idade eram usados justamente no tráfico de drogas. Como adolescentes, eles cometiam atos infracionais e não crimes.

O delegado Eduardo Hartz foi um dos coordenadores da Operação Clivium – que em latim significa declínio. Ele comemora o sucesso da ação. Além disso, descarta o envolvimento de Alvorada nas ações da quadrilha. Segundo investigações, os criminosos se concentravam mais em Cachoeirinha e Gravataí.

Fonte: O Alvoradense