Pardais foram colocados sem que o lixo fosse retirado do local / Foto: Especial / OA

A comunidade da Escola Estadual Nísia Floresta, localizada na Vila Elsa em Viamão, é formada em grande parte por alvoradenses, além de manter um vínculo com a cidade, devido à proximidade.

O relato é que há muitas dificuldades de acesso e segurança para alunos, professores e funcionários, a começar pela falta de manutenção da rua Capitão Gentil Machado de Godoy, que apresenta muitos buracos.

Ainda nesta via, que é continuação da RS 040, há ainda um “lixão” onde na proximidade foram instalados pardais com velocidade máxima de 40km/h. Conforme relato, aconteceram ao menos três assaltos aos veículos, que reduzem a velocidade no local e os motoristas são pegos de surpresa.

Há ainda a prática, por parte dos assaltantes, de colocar galhos em chamas na estrada, tábuas com pregos e outros objetos, para que os carros parem em um local que também apresenta pouca iluminação.

A Prefeitura de Viamão foi procurada pela direção da escola e, após mais de 10 dias do contato, nada foi feito.

Fonte: O Alvoradense