Calçada está quase tomada pelo entulho | Foto: Jonathas Costa / OA
Calçada está quase tomada pelo entulho | Foto: Jonathas Costa / OA

Frequentar as aulas, todos os dias tem se tornado um desafio aos alunos da escola Marechal Osório, no bairro Americana. Um terreno baldio ao lado da escola foi transformado em deposito de lixo há cerca de um ano e não é apenas o mau cheiro que incomoda os moradores do bairro.

Alguns relataram receber, inclusive, ameaças de usuários de drogas que se escondem em meio ao entulho para atividades ilícitas.

Segundo a vice- diretora da escola, professora Norma, há cerca de um ano o lixo tem se acumulado ao lado da escola. Para ela o ideal seria se prefeitura efetuasse a limpeza do local, pelo menos, uma vez por mês, mas em um ano a limpeza só ocorreu três vezes, segundo moradores da região.

Em um dos casos, relatado por moradores que preferem não se identificar por medo de represálias, usuários de drogas ameaçaram os vizinhos do caso eles denunciassem sua presença em meio aos entulhos. A única alternativa encontrada por um grupo de moradores é colocar fogo no lixo que se acumula no terreno, mas uma queimada coloca em risco também a escola.

Ruas do bairro estão na mesma situação
Não é apenas ao lado da escola que o acúmulo de entulho, restos de obras e mesmo móveis abandonados são um problema para os moradores. Todas as ruas do entorno sofrem com focos de acumulo de lixo, animais mortos, mau cheiro e insetos.

As ruas Padre Reus, Antonio Vieira, Mario Tota, Fernando Rite, Marrocos e Maris de Barros também apresentam focos de lixo. Um dos focos fica, inclusive em frente ao prédio da Secretaria Municipal de Obras e Viação (Smov), localizado na rua Maris de Barros.

A prefeitura informou através de sua Coordenadoria de Comunicação Social (CCS) que até o fim desta semana as solicitações de moradores para a limpeza do terreno ao lado da escola serão atendidas. Além, disso eles informam que será intensificada a fiscalização na região para evitar novos focos de acúmulo de entulho.

Acúmulo de entulho é uma realidade dos moradores do bairro | Foto: Jonathas Costa / OA
Acúmulo de entulho é uma realidade dos moradores do bairro | Foto: Jonathas Costa / OA

Fonte: O Alvoradense