Semana foi para equipe e direção organizarem as instalações das categorias de base do time na cidade.| foto: Jonathan Costa/ OA

Essa foi uma semana de fortes emoções para o Sport Club Internacio-nal. Depois de 8 meses com suas obras paradas, o clube finalmente assina o contrato junto a Andrade Gutierrez. Um casamento que durará 20 anos das duas empresas.

A empreiteira dará suporte para o Beira Rio ser reformado e moder-nizado para a Copa sediada pelo Brasil. A sociedade de propósito específico que conduzirá todo o projeto, orçado em R$ 330 milhões, também terá como investidor o banco BTG Pactual. O clube aportou parte dos recursos (R$ 26 mi-
lhões) para amortização dos custos. A obra será concluída até dezembro de 2013, dentro do prazo estabelecido para os estádios-sede da Copa do Mundo de futebol de 2014. Mas, enquanto isso, para onde vão os jogadores? O piso principal do Inter não pode ficar sem um teto para os seus treinamentos, afinal, o Colorado participa de grandes competições neste ano. Exemplo delas é a Copa Libertadores da América.
Nenhuma cidade quer ficar de fora do holofote que o time porto-alegrense e que as seleções mundiais proporcionam. Abrigar os jogadores mais famosos do esporte inteiro em seus campos de futebol é um marco para o município. Alvorada já está de olho nessas obras, afinal, conta em sua cidade com o Complexo Pedra Branca, estádio da cidade que já abraça treinamentos das Categorias de Base do Colorado e também a Escola Rubra (que pertence ao Inter).

A estrutura e a experiência do Pedra Branca FC (time sucessor do RS Futebol Clube) em receber equipes de futebol é o fator que pode fazer a diferença para que Alvorada seja escolhida como uma das cidades para sediar os treinamentos de uma seleção na Copa do Mundo de 2014. O Pedra Branca também conta com um projeto muito bacana, que consiste em um programa social que oferece bolsas para crianças carentes.
O Internacional será o primeiro a testar a qualidade do estádio alvoradense. Não só as suas equipes inferiores passaram por esses gra-mados, mas o time A do Inter também, como foi no último fim de semana.

De acordo com a assessoria de imprensa do clube alvi-rubro, a ideia é que o Colorado faça alguns treinos em Alvorada, sim, mas a intenção é de aguardar os novos campos que estão sendo construídos no Parque Gigante, específicos para o momento que o time passa. Se toda a movimentação dos atletas em Alvorada for aprovada pela equipe técnica e pelo Comitê Gaúcho da Copa, a cidade pode estar a um passinho de ser escolhida como sub-sede de treinamentos. A primeira escolhida foi Canoas, que conta com o Centro de Treinamentos da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra).
Na parte de infraestrutura, o complexo do Pedra Branca conta com quatro campos com medidas oficiais e 20 suítes, podendo abrigar 80 atletas.
O estádio, conhecido como Morada dos Quero-Queros, tem capacidade para 2 mil pessoas sentadas, com a possibilidade de aumentar esse número.
Além de uma grande oportunidade de crescimento do município, pode afastar de vez o preconceito que algumas pessoas têm da cidade.

A capital da solidariedade está cheia de esperança de poder acompanhar de perto os gigantes do esporte e fazer parte do crescimento do Brasil com esse evento que está batendo na porta. Em 2014, Alvorada quer fazer história.

Fonte: O Alvoradense/Laura Toscani