Dezenas de pessoas aproveitaram o sábado para se vacinar | Foto: CCS / Divulgação / OA
Dezenas de pessoas aproveitaram o sábado para se vacinar | Foto: CCS / Divulgação / OA

Aconteceu no último sábado (26) o dia D de vacinação contra a gripe. A ação aconteceu no Pam-8. Dezenas de pessoas aproveitaram a oportunidade para serem imunizadas contra a Influenza H1N1 nas unidades que mantiveram suas portas abertas durante o sábado para as vacinas. A campanha nacional que começou no dia 22 de abril vai até 9 de maio.

Este ano, estão sendo imunizadas crianças de 6 meses a cinco anos, trabalhadores da Saúde que fazem atendimento para influenza, gestantes, mulheres que deram à luz recentemente, idosos a partir de 60 anos e pacientes com doenças crônicas.  A vacina protege contra três tipos de vírus da gripe, incluindo o vírus H1N1 (Gripe A).

Para 2014 o Governo do Estado aumentou o numero de doses disponiveis da vacina nas unidades de saúde.  São mais de 3,8 milhões de doses para a imunização, o que representa um aumento de 700 mil em comparação com o ano passado. Em 2013, foram vacinadas 3 milhões de pessoas no Estado.

O acréscimo nas doses neste ano é devido à ampliação na faixa etária das crianças, que passou a ser para as menores de cinco anos, e uma parcela maior destinada às pessoas com doenças crônicas.

Somadas às cerca de 206 mil crianças entre os seis meses e dois anos de idade que já faziam parte da estratégia, a campanha deste ano terá como público-alvo outras 387 mil com mais de dois anos e menos de cinco.

Além delas, serão vacinadas as pessoas acima dos 60 anos, gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias depois do parto), e pessoas com doenças crônicas (respiratórias, cardíacas, renais, imunodeprimidos, entre outros). Os grupos prioritários são escolhidos levando em conta as pessoas com mais chances de desenvolver complicações a partir da gripe. A meta é alcançar uma cobertura de 80% em cada grupo.

Também recebem a dose os indígenas que vivem em aldeias; os profissionais de saúde, que se vacinam nos próprios locais de trabalho; e a população privada de liberdade, devido aos altos índices de doenças respiratórias.

Segundo o Ministério da Saúde, serão distribuídos no País 53,5 milhões de doses da vacina, capazes de proteger pessoa de três subtipos do vírus da gripe (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B). O material será distribuído para 65 mil postos de vacinação e 240 mil pessoas estarão envolvidas na imunização.

Fonte: O Alvoradense