Alvoradense é destaque no Sul Brasileiro de Motovelocidade

1ª etapa aconteceu no Autódromo de Tarumã, no último final de semana

723
Foto: Arquivo Pessoal / OA

Vice-campeão em 2020, tendo como 1º colocado o irmão Rodrigo, o morador de Alvorada Juliano Menger venceu a 1ª etapa de 2021, disputada no último final de semana (30 de maio) no Tarumã, em Viamão, além de ter completado a volta mais rápida.

Nesta 1ª etapa participaram cerca de 80 motos, em diversas categorias. Rodrigo acabou desclassificado, porque sua moto ultrapassou a potência máxima do regulamento.

Como o nome diz, participam pilotos da Região Sul (Paraná, Santa Catarina e RS) com as etapas (uma delas disputada em Rivera / Uruguai) transmitidas ao vivo pelo Youtube e os melhores momentos podem ser conferidos no Band Motores.

Este é considerado o maior campeonato do Sul do Brasil, com destaque para a organização e preocupação com a segurança, de responsabilidade da equipe Carlos Barcelos. “Temos inúmeras barreiras de ar nas curvas de maior risco, que já se mostraram essenciais em quedas, quando os pilotos apresentaram apenas arranhões”, avalia Juliano.

Ele conta que há categorias de acesso ao esporte, o GP160 Junior, onde as crianças não pagam pela inscrição.

Com a pandemia, o calendário não está sendo cumprido, pois a realização depende da liberação dos municípios. Assim, não aconteceram as corridas de Guaporé e Santa Cruz do Sul. Seguindo o programado e cumprindo a suspensão nos meses de inverno, a próxima etapa será em outubro, em Rivera. Até lá os irmãos Menger, que contam com a parceria de Marcelo Ferreira Motos, JC Reboques, Ultimate Pirates, Espaço Logos, Barbearia 87. Skinsps 5br e ASA (Anchieta Serviços Automotivos), seguem treinando em track days ou em kartódromos.

Rodrigo à frente, com a 21, seguido de Juliano com a 48, a “Fúria da Noite, a mais simpática do grid” / Foto: Arquivo Pessoal / OA

Inspiração

Este é o segundo ano que Juliano, 31 anos, e Rodrigo Menger, 36, competem na motovelocidade. Os irmãos iniciaram fazendo track day, quando um autódromo abre espaço para que o público experimente um “dia de pista”. Foi quando perceberam que ali era o “local certo para acelerar as motos e deixamos as ruas pra lá”.

A partir daí eles afirmam que já conseguiram mudar o pensamento de amigos sobre correr nas ruas. “Como dizemos #vemprapista, um lugar com segurança, estrutura, ambulância e supervisão. E, aos poucos, estamos conseguindo parceiros para seguir nesse sonho de criança que vem virando realidade”, considera Juliano.

Morando “desde sempre” em Alvorada, conta que, quando pequenos, o pai os levava ao Tarumã nas noites de sexta. “Nunca fomos bons no futebol, já nas duas rodas…”, brinca. Hoje Juliano mora no Jardim Algarve, enquanto Rodrigo se mudou para Canoas há cerca de cinco anos.

Segue a avaliação de Juliano do resultado no último final de semana, postada em suas redes sociais:

“Um pouco da 1ª Etapa do @sulbrasileiromotovelocidade.

Pole na Copa Ninja e P7 no geral.

Na largada pulei pra 5º no geral, mas aí o motor das 300cc  falaram mais alto. Depois de voltas disputando a 6ª colocação no geral, o piloto @eduardo_cunha88 passou e disparou.

Fim de prova na P1 da copa Ninja e P7 no geral. Ta loko de especial. Uma imensa alegria em dividir a pista com mais 20 motos”.