Dois títulos produzidos pela Alvoroço Filmes,  podem ser vistos pelos assinantes do Amazon Prime Video, um serviço de streaming que permite consumir filmes, séries e músicas em qualquer lugar e que vem se tornando bastante popular, graças aos preços acessíveis, entre outras vantagens.

Os filmes alvoradenses são Algo de Errado Não Está Certo (2020) e Cidade Dormitório (2018), ambos rodados com baixo custo, utilizando locações alvoradenses, assim como também artistas locais.

Há 13 anos o alvoradense e cineasta Evandro Berlesi, iniciou o projeto que hoje já realizou diversos longas-metragens. O primeiro deles, Dá um Tempo, lançado em 2008, foi um marco na cultura do município. No total são sete filmes, todos eles igualmente gravados, montados e lançados em Alvorada, utilizando os valores locais.

Algo de Errado Não Está Certo, o mais recente, teve sua estreia como o último grande evento público no município, na Praça Central João Goulart, reunido um público de cerca de três mil pessoas, com a presença do ator Nelson Freitas, que participou do projeto. Em seguida inicio o isolamento social, provocado pela pandemia do novo coronavírus.

Os outros quatro títulos da produtora Alvoroço Filmes, Dá um Tempo (2008), Eu Odeio o Orkut (2011), Eu Odeio o Big Bróder (2014) e O Maníaco do Facebook (2016) estão disponíveis na plataforma brasileira Looke.

Há ainda Cidade Dormitório (2018), realizado com atores convidados. Os demais tiveram seleção aberta ao público, principalmente aos alvoradenses, e a participação de nomes conhecidos da dramaturgia como Luana Piovani, Werner Schünemann, o alvoradenses Jairo Mattos, Júlio Rocha e Sirmar Antunes. Berlesi explica que manda roteiro aos convidados e aguarda o retorno. A participação é sem custos, apenas de hospedagem e transporte, sendo as cenas gravadas em um dia.

Berlesi conta com a parceria de Rodrigo Castelhano na direção dos primeiros filmes do projeto. No momento a Alvoroço Filmes está rodando O Cara que Não Aglomerava, com estreia prevista para o final de 2021 e nova participação de Jairo Mattos, ator alvoradense com projeção nacional.

- PUBLICIDADE -