Setor projeta recuperação total no Natal | Foto: Betina Broch / FCDL-RS / Divulgação / OA

Começa a se aproximar o final do ano e as mesmas histórias se repetem. Ouvir que população deixou as compras de Natal para a última hora é comum, mas a preparação e principalmente a antecipação das compras pode favores lojistas e consumidores.

As lojas que se preparam cedo dão mais tempo para que os seus clientes pesquisem preços e procurem vantagens nas opções de pagamento antes de efetuar a compra.

E os estabelecimentos, por sua vez, podem aproveitar a antecipação para apresentar vantagens e campanhas promocionais aos consumidores.

De acordo com o presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul (FCDL-RS), Vitor Augusto Koch é vantajoso para o lojista que pode conquistar novos clientes e para o consumidor que aproveita as condições da compra antecipada

“Convencendo o consumidor a comprar com antecedência, para aproveitar as vantagens e evitar filas e lojas lotadas, o lojista pode ganhar clientes, pois é provável que outras lojas ainda não tenham ofertas e não sejam boas opções para os consumidores que decidem comprar antecipadamente”, explicou.

Além disso, ao fazer as campanhas de Natal antecipadamente, o lojista tem mais tempo para atingir suas metas e evitar que os produtos fiquem sobrando no estoque.

Segundo o consultor da FCDL-RS Alcebíades Santini antecipar as promoções cria um começo de ano mais seguro para os comerciantes. “Janeiro é um mês atípico para o comércio, então quanto melhor o consumidor se preparar para dezembro, menos ele depende de campanhas e promoções de verão para esvaziar o estoque de sobras do Natal”, constatou.

Nessa época, as compras costumam ser consideradas indispensáveis pois são presentes para a família. Mesmo assim, Santini sugere que antes de adquirir algo o consumidor deve se perguntar se a compra pode ser feita a vista e se o produto é essencial e necessário, pois esses são pontos decisivos para fazer uma boa compra.

Fonte: O Alvoradense