Apoio psicológico aos Conselheiros Tutelares pode acontecer em breve

Projeto de Lei foi votado e aprovado esta semana na Câmara de Vereadores

175
Foto: Reprodução / OA

A sessão da Câmara de Vereadores de Alvorada, ocorrida na terça-feira (28) aprovou, entre outros, o projeto de lei do vereador Ismael Nunes, que institui o Serviço de Apoio Psicológico aos Conselheiros Tutelares e demais profissionais do órgão.

Segundo a proposta, será disponibilizado atendimento psicológico sempre que for necessário, sendo os atendimentos na modalidade presencial ou online, com agendamento prévio, podendo ser promovido através dos profissionais em saúde mental do quadro funcional do município.

“Diante de um cenário de pressão e sobrecarga de trabalho (em que os Conselheiros lidam com situações de vulnerabilidade social, maus tratos, abusos sexuais e psicológicos), sugerimos este Projeto de Lei, a fim de prestar acolhimento, orientação e principalmente, o suporte emocional a estes profissionais que zelam incondicionalmente ao cuidado de nossas crianças e adolescentes, os quais serão a base e o futuro do nosso município”, ressaltou o vereador Ismael, suplente de Celmir Martello, que se encontra em Licença Interesse.

Patrimônio cultural

Também foram votados outros Projetos de Lei e Indicações, como que torna a Dança do Cortadinho patrimônio imaterial no município.

De autoria do vereador Leandro Tur (PT), a justificativa é que o estilo surgiu em Alvorada e já apresenta dezenas de passos que, inclusive, fazem parte de aulas de dança pelo município.

O encontro conduzido pelo presidente Cristiano Schumacher (PTB), acompanhado da vice-presidente Giovana Thiago (PT) e o secretário Preto (MDB), teve ainda a Indicação, por iniciativa da vereadora Giovana, que a maternidade do Hospital de Alvorada permita a presença de “doulas” durante todo o período do trabalho de parto, do parto e do pós-parto imediato sempre que solicitadas pela parturiente.

Doulas são assistentes de parto, sem necessária formação médica, que acompanham as gestantes durante o período da gestação até os primeiros meses após o parto, com foco no bem-estar da mulher.

Para a vereadora Giovana, “a presença de doulas tem demonstrado que o parto evolui com mais tranquilidade e rapidez e com menos dor e complicações, tanto maternas como fetais, tornando-se uma experiência gratificante, fortalecedora e favorecedora de vínculos entre mãe e bebê. As vantagens também ocorrem para o sistema de saúde, o qual, além de oferecer um serviço de maior qualidade, tem uma significativa redução de custos, dada a diminuição das intervenções médicas e do tempo de internação das mães e dos bebês”.

Também do vereador Ismael (Democratas), foi aprovado projeto de lei que estabelece o Alvorecer na Cidade, evento anual que se repetirá no segundo final de semana do mês de dezembro.

Homenagem

Encerrando a noite, os vereadores promoveram, por proposição da vereadora Giovana Thiago, homenagem a secretárias e secretários de escolas de Alvorada, em alusão à passagem do dia desses profissionais, comemorado em 30 de setembro.