Serão mais de 80 prédios pintados pelos moradores / Foto: Jonathas Costa / Arquivo / OA

Depois de um terça-feira de muitos estragos, a madrugada de quarta foi ainda mais cruel para os moradores de Alvorada. A forte chuva que caiu por volta da meia-noite e se estendeu pelas primeiras horas do dia deixou vários bairros literalmente a baixo d’água. Americana, Umbu, Onze de Abril e Piratini foram alguns dos pontos que apresentaram maiores problemas, em especial pelos arroios que transbordaram.

Na Rua Manoel da Silva Filha, uma das principais portas de entrada e saída da cidade pelo bairro Americana, a água entrou nas casas e comércios. O mesmo ocorreu nas ruas André Puente, Dezesseis Unidos, Dezoito de Julho e nas avenidas Beira Rio dos bairros Americana e Umbu. O Centro da cidade não ficou imune aos estragos. Na Avenida Getúlio Vargas, na altura da parada 46, a aguá tomou a pista. O mesmo ocorreu na Caetano Dihl.

O sol, no entanto, apareceu já nas primeiras horas da manhã, o que permitiu que moradores das regiões mais afetadas começassem a limpeza de suas casas.

Segundo o Corpo de Bombeiros, na madrugada houve ainda a queda de uma garagem no bairro Jardim Algarve, mas ninguém se feriu.

Apesar da chuva ter dado uma trégua, os arroios ainda estão sendo monitorados. Além do Feijó, os córregos que cortam os bairros Umbu e Nova Americana também estão com níveis acima do normal, em especial na altura da Avenida Itararé, onde as águas ainda estão dentro de casas que ficam às margens do arroio.

Arroios ainda estão com níveis acima do normal | Foto: Jonathas Costa / OA
Arroios ainda estão com níveis acima do normal | Foto: Jonathas Costa / OA

Fonte: O Alvoradense