Funcionários da Expresso Borges celebram o resultado da votação na Câmara sobre o impeachment | Foto: Mariú Delanhese / OA

Em Alvorada, foram contidas as manifestações pelo seguimento do processo do impeachment da presidente Dilma Rousseff. Após aprovação em votação na Câmara dos Deputados, houve registro de alguns fogos de artifício e pequeno buzinaço no Centro, próximo a praça João Goulart, na parada 48.

A maior parte dos alvoradenses optou por acompanhar a votação pela televisão ou pelo rádio, sem sair às ruas da cidade. Pelo Centro, alguns trabalhadores se posicionaram a respeito da crise política nacional.

Momentos antes do voto decisivo ter sido anunciado na Câmara, Alex do Táxi, 40 anos, estava com esposa e filhos em uma sorveteria. Ele acredita que os governos antes do PT eram melhores. “A situação ficou muito difícil para os comerciantes, não acredito que seja possível outro governante atuar pior do que a situação”, analisou.

[wp-svg-icons icon=”file-4″ wrap=”b” color=”#dd9933″] Entenda o processo do impeachment

O funcionário da mesma loja, João Henrique, 22 anos, tem esperança que a mudança no governo melhore a economia. O jovem afirma que antigamente o estabelecimento tinha mais clientes. “Se mudar só um pouco, o processo de impeachment já é válido”, analisou.

[wp-svg-icons icon=”file-4″ wrap=”b” color=”#dd9933″] Ministro da AGU rechaça possibilidade de renúncia de Dilma

Micheline da Silva, 35 anos, atua em uma banca de crepe na praça João Goulart. A comerciante se posicionou contra o afastamento da presidente. Para ela, Lula e Dilma trouxeram benefícios para o povo, como o Minha Casa Minha Vida, o Bolsa Família, o Fies, o Proune. Segundo Micheline, todos os políticos roubam, mas os petistas fizeram algo pelo povo.

[wp-svg-icons icon=”file-4″ wrap=”b” color=”#dd9933″] Pesquisa OA: 70% se dizem a favor do impeachment em Alvorada

O taxista Maninho, 25 anos, está todas as noites no ponto de táxi em frente à Prefeitura de Alvorada. Ele não acredita que o processo em curso seja capaz de promover mudança na política nacional. Maninho espera que um próximo governante tenha mais cuidado, não sofra um novo impeachment e passe a administrar com mais seriedade.

Quando perguntados sobre detalhes do processo de impeachment, todos desconheciam que o processo segue agora para análise do Senado. Apesar de criticarem Dilma por “má administração e roubo”, nenhum soube embasar alguma das acusações feitas. No entanto, todos acreditam ter motivos suficientes para o afastamento de Dilma Rousseff do cargo.

Fonte: O Alvoradense