Arte transformada em solidariedade

Projeto de jovem alvoradense troca poemas por doações

202
Ilustração

“Troco Poemas por Doações” foi uma ideia que surgiu durante a pandemia, iniciativa da alvoradense Tainã Rosa, professora, literata e produtora cultura.

A campanha, que beneficia uma aldeia indígena e um quilombo, sugere que as pessoas ”comprem” poemas pelo valor de R$50, que serão transformados em doações.

Os temas, relativos ao universo indígena ou negro, são desenvolvidos por Tainã, que pretende editar um livro com a produção da campanha, também com a renda revertida à Aldeia Yvy Poty, localizada na Barra do Ribeiro, e ao Quilombo dos Machado, no bairro Sarandi, em Porto Alegre.

Tainã conta que a ideia surgiu em abril, e que de lá pra cá já foram dezenas de poemas, espalhados por todo o país e também no experior. “Recebemos doações dos EUA”, comemora ela, que acredita ser este um novo canal de troca de cultura e informação, “há grupos de outros estados brasileiros entrando em contato e trocando experiências”, relata.

Doações

O dinheiro, depositado em contas correntes dos dois grupos, é transformado em cestas básicas e, no inverno, também em cobertores.

Mas a grande conquista foi a de doação fixa mensal de 10 cestas básicas ao grupo indígena, o que ainda movimenta a economia local, pois foi firmada parceria com o pequeno mercado que já atendia a aldeia.

Até agora são 25 poemas, a maioria trocado por valores superiores ao proposto por Tainã. Interesssados em contribuir ou conhecer melhor o projeto, podem entrar em contato pelo Instagram @tainarosainventadeira ou WhatsApp 51 9844.9358.