.

Blue Jasmine
Comédia Dramática

Uma mulher rica (Cate Blanchett) perde todo seu dinheiro e é obrigada a morar em São Francisco com sua irmã (Sally Hawkins), em uma casa muito mais modesta. Ela acaba encontrando um homem (Alec Baldwin) na Bay Area que pode resolver seus problemas financeiros, mas antes ela precisa descobrir quem ela é, e precisa aceitar que São Francisco será sua nova casa.


.

.

Jogos Vorazes – Em Chamas
Ação, Drama, Ficção científica

Este é o segundo volume da trilogia Jogos Vorazes, baseada nos romances de Suzanne Collins. A saga relata a aventura de Katniss (Jennifer Lawrence), jovem escolhida para participar aos “jogos vorazes”, espécie de reality show em que um adolescente de cada distrito de Panem, considerado como “tributo”, deve lutar com os demais até que apenas um saia vivo. Neste segundo episódio da série, após a afronta de Katniss à organização dos jogos, ela deverá enfrentar a forte represália do governo local, lutando não apenas por sua vida, mas por toda a população de Panem.


.

.

Habi, a Estrangeira
Drama

Aos 20 anos de idade, Analía sempre morou em uma pequena cidade do interior da Argentina. Ela decide fazer uma viagem a Buenos Aires, onde fica impressionada com o local. Acidentalmente, Analía entra em um velório muçulmano, sendo recebida pelos presentes com ternura e respeito. Intrigada, a garota decide permanecer na cidade, frequentando cada vez mais a comunidade islâmica. Ela adota o nome Habiba Rafat, passa a trabalhar em um comércio árabe e se apaixona. Mas como esquecer o passado, e como adotar uma nova identidade?


.

.

Blood Money – Aborto Legalizado
Documentário

Uma investigação sobre a indústria do aborto nos Estados Unidos, do ponto de vista dos ativistas contrários à prática, conhecidos como pró-vida. O documentário pretende mostrar que o aborto legalizado é sinônimo de assassinato de bebês, que as mulheres sofrem traumas irreparáveis com essa prática, e que a intenção por trás do aborto é apenas a ganância e a vontade de diminuir a quantidade de negros nos Estados Unidos, já que as mulheres negras representam a maioria dos abortos no país.