Audiência Pública confirma posição contrária ao pedágio na ERS 118

Diversas autoridades alvoradenses compareceram ao evento em apoio ao movimento

159
Ilustração / OA

Foram muitas as autoridades políticas e civis alvoradenses que compareceram à Câmara de Vereadores na noite de terça-feira (29), participando da Audiência Pública promovida pela Casa Legislativa em conjunto com a Prefeitura de Alvorada e Associação Comercial e Industrial de Alvorada / Acial para debater a intenção do Governo do Estado em instalar um pedágio na ERS 118, próximo a Alvorada.

O encontro foi conduzido pelo presidente da Câmara, vereador Cristiano Schumacher (PTB), que recebeu o prefeito Arno Appolo do Amaral (MDB); o presidente da Acial, Edson Baxinski; a vereadora Giovana Thiago (PT), do Movimento RS-118 Sem Pedágio; o presidente da Famurs, prefeito Maneco Hassen (PT), de Taquari, e o secretário Extraordinário de Parcerias do RS, Leonardo Busatto.

Presentes os vereadores alvoradenses em sua totalidade, secretários municipais, autoridades dos mais diversos segmentos políticos, empresariais e comunitários, além de representantes da Câmara de Vereadores de Gravataí e da Associação Comercial de Cachoeirinha (ACC).

Na oportunidade foi apresentado ao secretário Busatto argumentos que confirmam o prejuízo de uma praça de pedágio em Alvorada, atingindo o desenvolvimento econômico do município, principalmente pela proximidade com o Distrito Industrial, “condenando por 30 anos as chances de desenvolvimento da nossa cidade, afirmou Schumacher.

Após ouvir as explanações das lideranças, o representante do Governo do estado se colocou à disposição para encontrar soluções conjuntas, o que foi recebido como um importante ponto de partida para seguir com as tratativas e não permitir que Alvorada seja prejudicada neste processo.