Audiência pública esteve lotada para debater o projeto que promete acabar com as enchentes | Foto: Divulgação / Prefeitura de Alvorada / OA
Audiência lotou para debater o projeto que promete acabar com as enchentes| Foto: Divulgação / Prefeitura de Alvorada / OA

Uma audiência pública sobre o projeto do Dique de Alvorada reuniu mais de 150 pessoas no Salão Nobre da prefeitura nesta quarta-feira (1). A obra vem sendo estudada desde o final de maio pela empresa Serviços Técnicos de Engenharia S.A. (STE), vencedora da licitação para primeira etapa da construção, que acontecerá no Arroio Feijó. O objetivo é conter a grande quantidade de inundações em dias de chuva na cidade.

Está sendo avaliado o impacto ambiental do projeto. Estima-se que este estudo deve durar mais seis meses. Só então serão definidas as obras contra as cheias do rio Gravataí e afluentes. Segundo o engenheiro da STE, Jaime Gomes, o cronograma de ações consiste no plano de trabalho (já aprovado e apresentado para a Metroplan), levantamento de dados, levantamento de campo, diagnóstico, estudos de concepção, anteprojetos de engenharia, projeto de trabalho socioambiental e plano de ação.

Obra deve ficar pronta em 2017| Foto: Jonathas Costa / Arquivo OA
Obra deve ficar pronta em 2017| Foto: Jonathas Costa/Arquivo OA

A obra deve ajudar a neutralizar as enchentes em Alvorada, em especial no bairro Americana. Será um investimento de R$ 228 milhões para construção de um dique de mais de 20 quilômetros de extensão – a maior obra da história da cidade. Em maio, a previsão de gastos era de cerca de R$ 280 milhões.

Segundo a prefeitura, mais de 150 pessoas estiveram presentes na audiência. Grande parte era de moradores dos bairros Americana e Jardim Algarve, principais beneficiados da obra. Representantes da Metroplan e da STE, além do prefeito professor Serginho, também compareceram ao encontro. Outras audiências devem ser marcadas para discutir o andamento do projeto.

Fonte: O Alvoradense