O Banco Central (BC) divulgou na sexta-feira, dia 15, a lista dos bancos com mais reclamações em maio. O ranking, relativo às instituições financeiras com mais de um milhão de clientes, é liderado pelo Banrisul, seguido pelo Banco do Brasil (BB), Itaú-Unibanco, Bradesco e HSBC. O critério utilizado pelo Banco Central é o número absoluto de reclamações comparado ao número de clientes. Com isso, o BC chega a um índice, que usa para fazer o ranking.

O Banrisul, por exemplo, registrou 31 reclamações no mês de maio, a maior parte relativa a contas-salário. Em segundo e terceiro lugar, aparecem o BB e o Itaú-Unibanco. O BB teve 240 reclamações, e o Itaú-Unibanco, 166. A maior parte das reclamações sobre o BB foram relacionadas à cobrança irregular de serviços não contratados. Já sobre o Itaú-Unibanco as reclamações foram relativas a débitos não autorizados.

O Bradesco e o HSBC aparecem, respectivamente, em quarto e quinto lugares. No Bra-desco, a maior parte das reclamações foi sobre prestação de serviços de forma irregular na conta-salário, o mesmo proble-ma registrado no HSBC.

Demora no atendimento em Alvorada

O Banrisul também parece estar no topo das reclamações dos alvoradenses. O motivo é a demora no atendimento.

A agência do banco estatal, que fica próxima à parada 45 da Avenida Getúlio Vargas, foi multada duas vezes somente neste ano. A última multa aplicada pelos agentes da Secretaria Municipal da Produção, Indústria e Comércio (Smic) foi de R$ 2.164. O cálculo é fixado por lei, que prevê que a cada nova autuação o valor aumente o dobro da multa anterior, não havendo limite para aplicações de multas.

No dia 10 de maio, quando a Smic realizou uma das operações, o tempo de espera para atendimento dentro do Banrisul era de 49 minutos. No início deste mês, numa segunda operação, a demora chegou a 50 minutos. Em Alvorada, a Lei Municipal n.º 1763/2006 (Lei da Fila) limita em 30 minutos o tempo de permanência dos clientes no interior da agência bancária em dias normais, e de 45 minutos após feridos e finais de semana prolongados.

 

Fonte: Jonathas Costa / O Alvoradense