Agências estão fechadas em Alvorada há 17 dias | Foto: Jonathas Costa/O Alvoradense
Banrisul recebeu uma ordem judicial em prol dos servidores públicos | Foto: Jonathas Costa / Arquivo OA

O Banrisul não poderá descontar dívidas dos servidores que tiveram seus salários parcelados. Uma ação civil pública havia sido ingressada pela Defensoria Pública do Estado no início da semana tratando do tema. A partir de agora, sempre que houver pagamento parcelado esta medida entra em vigor, sem necessidade de nova ordem judicial.

Sem ter o salário integral no início do mês, grande parte dos trabalhadores não terá condições de se manter em dia com as contas. Desta forma, o Banrisul não poderá cobrar nenhum tipo de taxa em cima das dívidas destes trabalhadores, como o cheque especial ou o cartão de crédito.

• ASSINE: Receba a edição impressa do jornal O Alvoradense em casa

Esta ordem judicial é válida até que o funcionalismo público receba tudo que lhes é prometido. Sempre que houver parcelamento, o Banrisul ficará impedido deste modo. Quando o pagamento for feito de forma integral, tudo voltará à normalidade.

A Corsan e Ceee podem receber uma ordem judicial parecida em breve. O deputado Pedro Ruas (Psol) entrou com um projeto de lei que tira a cobrança de taxas nas contas de água e energia elétrica dos servidores que tiveram salários parcelados.

Fonte: O Alvoradense