Foto: Divulgação / OA

A Câmara de Vereadores de Alvorada encaminhou, na tarde de segunda-feira (8), ofícios às Secretarias Estadual de Saúde e de Apoio aos Municípios. Os documentos, assinados por todos os vereadores alvoradenses, cobra informações e pede providências com relação à falta de critérios de distribuição das doses da vacina contra a Covid-19.

A Câmara entente que a vacinação dos alvoradenses é essencial não só para preservar vidas, mas para que seja possível retomar a economia do município. Além desta ação junto ao Governo do Estado, os vereadores também estão empenhados em agilizar a compra própria da vacina, por meio do Consórcio dos Municípios da Região Metropolitana.

Conforme relata o presidente da Casa Legislativa, vereador Cristiano Schumacher (PTB), Alvorada vem sofrendo com a falta de critérios na distribuição das doses, uma vez que recebeu, proporcionalmente, um número muito menor de doses se comparado aos municípios com os mesmos habitantes, e aos demais da Região Metropolitana.

Como exemplo dessas disparidades, está Passo Fundo, que recebeu mais de 24 mil doses, enquanto Alvorada nove mil, tendo semelhante número de habitantes.

Também Rio Grande, recebeu 18 mil doses, com uma população menor que Alvorada.

“Além disso, o Hospital de Alvorada está superlotado, sem previsão de mais aberturas de leitos de enfermaria a curto prazo, e com uma grande demanda por leitos de UTI, o que na atual situação do RS, é extremamente preocupante”, destacou o presidente.

- PUBLICIDADE -