Reunião acertou detalhes do projeto | Foto: Divulgação / OA
Reunião acertou detalhes do projeto | Foto: Divulgação / OA

Em busca de oferecer atividades esportivas e culturais aos jovens de Alvorada, Porto Alegre e Viamão, com o intuito de diminuir os índices de criminalidade na região Metropolitana, o governo do estado criou o Programa de Oportunidades e Direitos.

Um Centro de Juventude, que compõe este projeto voltado em ações de prevenção, deverá ser instalado em Alvorada. O primeiro contato entre estado e prefeitura aconteceu na quarta-feira (15) no gabinete do prefeito Professor Serginho. Uma comitiva encabeçada pelo secretário da Justiça e dos Direitos Humanos, Cesar Faccioli, acompanhado por membros também da secretaria de Segurança, apresentou o projeto do Centro.

• ASSINE: Receba a edição impressa do jornal O Alvoradense em casa

A estrutura terá um prédio de três andares, construído em área de mil metros quadrados, que será a contrapartida do município. A obra é bancada pela Secretaria do Estado da Justiça e dos Direitos Humanos, com verba do BID.

No encontro, o prefeito afirmou que a administração municipal vai avaliar o melhor local para abrigar o Centro da Juventude. O bairro Umbu será um dos locais a ser avaliado, pelo seu crescimento populacional e posição geográfica.

Por meio de formação profissional, de atividades de mobilização juvenil e de oficinas de esporte, cultura e lazer serão desenvolvidas as potencialidades da juventude e a sua inclusão no mercado de trabalho.

Ficou claro que o Centro da Juventude precisa ter “a cara de Alvorada”, abrigando as necessidades locais e a cultura local, resultado de uma construção das ações a serem implantadas no local, com necessidade de participação da sociedade civil na operação do programa.

O prefeito salientou ser necessárias ações integradas para reduzir a criminalidade, e ficou satisfeito ao saber que nas proximidades do Centro da Juventude podem ser instalados outros serviços.

Assembleia
Antes de chegar a Alvorada, na semana passada, o secretário Faccioli, esteve com a deputada estadual Stela Farias, quando apresentou o projeto à parlamentar, que afirmou interesse em intermediar o diálogo com a prefeitura e um possível apoio de entidades ou empresas.

Fonte: O Alvoradense