Foto: REUTERS / Dado Ruvic / OA

Nesta segunda-feira (24) uma equipe da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) recebe formação sobre vacina da Pfizer que será aplicada nas gestantes alvoradenses, retomando assim a imunização que havia sido suspensa após um caso de óbito com a vacina da Oxford.

A orientação da SMS é que aquelas que já se vacinaram devem manter suas rotinas de consultas pré-natal, podendo receber a 2ª dose 45 dias após o parto.

Outra novidade é a inclusão de pacientes com doenças neurológicas crônicas, graças à alteração no Plano Nacional de Imunização. Contudo a secretária Neusa Abruzzi e Adriana Parisotto, diretora Médica da SMS, ressaltam a importância dos pacientes a partir dos 18 anos apresentarem exames, receitas, laudos e todos os documentos possíveis para comprovar a comorbidade. (lista de comorbidades consideradas prioritárias para a vacinação contra a Covid-19 http://bit.ly/listadecomorbidades).

Também estão recebendo a Oxford / Astrazeneca, as pessoas com deficiência permanente, de 18 a 59 anos. É importante apresentar o Cartão SUS atualizado, CPF, documento com foto e comprovante de residência.

Esta também pode ser uma oportunidade de participar da Campanha Vacinação Solidária, com a doação de um quilo de alimento não perecível quando for se vacinar.

Vacinação em dia

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) segue com a vacinação da 2ª dose da Coronavac, que estava em atraso. O Centro de Vacinação está no Ginásio Municipal Tancredo Neves, avenida Presidente Getúlio Vargas, 3290, com atendimento das 8h às 18h.

H1N1

A Vacina da Gripe – H1N1 está sendo aplicada nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) do bairro da pessoa que vai se imunizar.

Além das crianças entre seis meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias, gestantes e puérperas (mulheres que deram à luz em até 45 dias), a imunização agora está estendida aos idosos (maiores de 60 anos) e professores.

- PUBLICIDADE -