Chegou a vez do adolescente com 16 anos completos tomar a vacina contra a Covid-19

Também idosos a partir dos 75 anos poderão aplicar o reforço, desde que vacinados há mais de seis meses

171
Foto: UNICEF / BRZ / Manuela Cavadas / OA

A Secretaria Estadual da Saúde (SES), e conjunto com os municípios, optou por seguir vacinando os adolescentes sem comorbidades, conforme as Secretarias Municipais forem recebendo novas doses de vacina.

Assim, Alvorada passa a vacinar, a partir desta quarta-feira (22) os jovens com 16 anos completos e os acima desta idade. Os documentos necessários são Cartão SUS atualizado, comprovante de residência em nome de um dos responsáveis e documento com foto.

O município segue aplicando a 3ª dose (reforço) aos idosos maiores de 75 anos, desde que tenham tomado a 2ª dose há mais de seis meses, assim como aplicação de 2ª dose, conforme a data na Carteira de Vacina e a vacina para adolescentes a partir dos 12 anos com comorbidades.

Quando aos pacientes acamados, é necessário realizar agendamento pelo fone (51) 3411-8003, que esteve desligado por causa do temporal do final de semana.

Live

Em transmissão ao vivo nas redes sociais realizada na manhã desta quarta-feira (22) a secretária Municipal da Saúde (SMS), Neusa Abruzzi, acompanhada da infectologista da SMS, Karin Rauber, ressaltou que a antecipação da 2ª dose está suspensa até que sejam encaminhadas novas doses.

Elas ainda revelaram que, para que a população esteja protegida, 70% das pessoas devem ter recebido as duas doses. Em Alvorada a 1ª dose chegou a 69% e a 2ª dose a 45% das pessoas. Desta forma, ainda que o município tenha alcançado porcentagem superior aos valores do Estado, “ainda há uma importante caminhada pela frente, que depende também da conscientização das pessoas”.

O Centro de Vacinação, que funciona junto ao Ginásio Municipal Tancredo Neves, avenida Presidente Getúlio Vargas, 3290, atende nesta quarta-feira até as 17 horas, sendo que na quinta (23) o horário será das 8h às 12 e das 13h às 20h.

Quer for ao ginásio pode contribuir com a campanha Vacinação Solidária, doando um quilo de alimento não perecível.