Degustação de doces atraiu público para o estande da cidade homenageada | Foto: Jonathas Costa / OA

patrocinadores_feiraUm dos estandes mais procurados é, sem dúvida, o de Santo Antônio da Patrulha, cidade homenageada nessa edição da Feira do Livro de Alvorada. Ali os visitantes podem degustar os doces, inclusive a tradicional rapadura, conhecer o trabalho dos escritores e artesãos.

De acordo com a história, em 1760 foi elevado a condição de Freguesia para, em 1809 passar a Vila e, em 03 de abril de 1811 foi instalado o Município de Santo Antônio da Patrulha que recebeu essa denominação em função das patrulhas instaladas em seu território objetivando a cobrança de impostos para a Coroa. É, ao lado de Porto Alegre,Rio Pardo e Rio Grande um dos 4 primeiros municípios do Estado.

As origens desse povoado remontam à própria história do Estado. Com a fundação da Colônia de Sacramento em 1680, cresce o interesse dos colonizadores portugueses em povoar e defender o território meridional do Brasil. Por volta de 1736 é aberta por Cristóvão Pereira de Abreu a Estrada dos Tropeiros. Devido ao contrabando de gado que passava por essa estrada, surgiu um “Registro” ou “Guarda”, mais tarde chamada patrulha. Essa fiscalizava e cobrava impostos dos rebanhos que passavam por ali e seguiam para Sorocaba e Minas Gerais.

Esse aquartelamento, é responsável por parte do nome do município, que antes se chamava Guarda Velha de Viamão. No início de 1743, se estabelece efetivamente na atual sede do município com “roças e casas”, Inácio José de Mendonça e Silva, que servia como soldado nessa “Guarda”. Ele e sua esposa,Margarida Exaltação da Cruz são considerados os fundadores do município, pois resolveram construir em suas terras uma Capela onde hoje localiza-se a Pira, na Av. Borges de Medeiros. A Capela levara o nome de Santo Antônio, e, em volta dessa, começa a surgir um povoado.

Além dos doces, o estande apresenta inúmeros folders sobre a cidade, seus pontos turísticos, receitas, a história do Museu Antropológico Caldas Jr, além de um painel que apresenta aos visitantes a árvore genealógica de Santo Antônio, com municípios filhos, netos, bisnetos e trinetos.

Estande de Santo Antônio da Patrulha também apresenta artesanato típico da cidade | Foto: Jonathas Costa / OA
Estande de Santo Antônio da Patrulha também apresenta artesanato típico da cidade | Foto: Jonathas Costa / OA

Fonte: O Alvoradense