Movimento foi fraco no primeiro dia de feira | Foto: Jonathas Costa / OA
Movimento foi fraco no primeiro dia de feira | Foto: Jonathas Costa / OA

A Semana Santa dos feirantes da 34ª Feira dos Peixes e Chocolates de Alvorada começou com um dia a menos e um certo temor de que os negócios não sejam tão bons quanto nos anos anteriores. Normalmente, a feira era iniciada na terça-feira, mas neste ano só começou na quarta (16).

Apesar de alguns produtos estarem com preços mais em conta, a preocupação de peixeiros como Antônio, que administra uma das bancas de peixes congelados, é de que o atraso de um dia no inicio da feira prejudique as vendas.

“O primeiro dia sempre é fraco, mas no segundo as pessoas já chegam para comprar, e neste ano o segundo dia é a véspera do feriado”, afirmou.

No ano passado, cada banca comercializou ao longo do evento entre 3 e 5 toneladas de pescado. O temor agora é de que não seja possível bater esse numero.

Os comerciantes de chocolate também acreditam ser difícil superar a meta de R$ 8 mil faturados na feira de 2013.

Lucro menor para atrair consumidores
Uma das alternativas encontradas para tentar suprir a redução de um dia na feira foi não repassar a elevação dos preços dos produtos. “Vamos lucrar menos”, admite Antônio.

A tainha, uma das estrelas da festa, sofreu leve alta entre o ano passado e agora devido a escassez do pescado. Já os filés tiveram baixa no preços. Para tentar puxar as vendas, o quilo que custava R$ 14,90 em 2013, é vendido neste ano estão por R$ 12,90.

Peixeiros esperam que a redução dos preços aumente a procura | Foto: Jonathas Costa / OA
Peixeiros esperam que a redução dos preços aumente a procura | Foto: Jonathas Costa / OA

Fonte: O Alvoradense