Meninas de escolas públicas e privadas de Alvorada foram vacinadas | Foto: CCS / Divulgação / OA

Começa nesta segunda-feira, dia 1º, em todas as UBSs de Alvorada a segunda etapa da campanha de vacinação contra o HPV envolvendo adolescentes de 11 a 13 anos. O vírus HPV é o principal causador do câncer de colo de útero. Jovens que receberam a primeira dose devem se dirigir à unidade básica de saúde de referência que consta em sua carteira de vacinação.

A imunização nas UBSs pode ser realizada de segunda à sexta-feira das 8h às 12h e das 13h às 17h. A terceira dose deve ser feita após cinco anos da primeira etapa. Quem ainda não fez a primeira dose deve aguardar o próximo ano.

A Secretaria Saúde realizou entre março e abril a primeira etapa de imunização em todas as escolas públicas e privadas da cidade. Cerca de 6,5 mil meninas foram imunizadas, o que representa 85% do público-alvo, ultrapassando a meta de 80% do Ministério da Saúde. Alguns pais e responsáveis não autorizaram a vacinação.

O vírus HPV é uma das principais causas de ocorrência do câncer do colo de útero, sendo a terceira maior taxa de incidência entre os cânceres que atingem as mulheres. A vacina ofertada pelo SUS é eficaz na proteção de mulheres que ainda não iniciaram a vida sexual e, por isso, não tiveram contato com o vírus.

A vacina oferece proteção contra quatro subtipos do vírus causador do HPV (6, 11, 16 e 18). Desses, os 16 e 18 são responsáveis por cerca de 70% dos casos de câncer de colo do útero em todo o mundo. Já os tipos 6 e 11 são encontrados na maioria em verrugas genitais.

O HPV pode ficar no organismo durante anos sem a manifestação de sinais e sintomas. Ele pode ser passado de uma pessoa para outra durante relações sexuais sem proteção, gestação ou no momento do parto. Por isso, a recomendação é a vacinação contra o vírus, o exame Papanicolau periodicamente e o uso constante do preservativo.

Estima-se que 270 mil mulheres no mundo morrem devido ao câncer de colo do útero. No Brasil, cerca de 4,8 mil mulheres morreram por causa da doença no ano passado. O Ministério da Saúde investiu R$ 465 milhões na compra de 15 milhões de doses para este ano, quantidade suficiente para imunizar 5 milhões de adolescentes.

virus-hpv

Tire suas dúvidas:

O que é vírus HPV?
É um vírus transmitido pelo contato direto com pele ou mucosas infectadas por meio de relação sexual. Também pode ser transmitido da mãe para filho no momento do parto.

A vacina é segura?
A vacina contra o HPV tem eficácia comprovada para proteger mulheres que ainda não iniciaram a vida sexual e, por isso, não tiveram nenhum contato com o vírus. Hoje, é utilizada como estratégia de saúde pública em 51 países, por meio de programas nacionais de imunização. A vacina apresenta proteção de 98% contra o câncer do colo do útero.

Quem pode tomar a vacina?
Por meio da ação do SUS, a partir de 10 de março, meninas de 11 a 13 anos. Em 2015, a vacina passa a ser oferecida para as adolescentes de 9 a 11 anos e em 2016 às meninas de 9 anos

Onde posso tomar a vacina?
A vacina estará disponível nos 36 mil postos da rede pública durante todo o ano, como parte da rotina de imunização. O Ministério da Saúde também está incentivando a vacinação em escolas públicas e privadas. Nesse último caso, a vacinação somente ocorrerá com autorização dos pais ou responsáveis pelas crianças.

O que levar para tomar a vacina?
Para se vacinar é preciso apresentar documento com foto ou o cartão de vacinação. Nas escolas, as meninas deverão ter autorização dos responsáveis.

Quantas doses tenho que tomar?
Cada adolescente deverá tomar três doses para completar a proteção, sendo que a segunda, seis meses depois, e a terceira, cinco anos após a primeira dose.

Fonte: O Alvoradense