A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (Smde) propôs aos comerciantes que se inscreveram para a Feira do Peixe e do Chocolate, uma parceria para garantir a realização do evento que corria o risco de não acontecer em 2016.

Entre as ações de economia e redução de custos que a Prefeitura de Alvorada está a suspensão de “todo e qualquer tipo de apoio estrutural e financeiro para realização de eventos promovidos por instituições governamentais e não governamentais”, (Art. 5º do Decreto n° 018/2016).

Assim, a Smde isenta os feirantes do pagamento da taxa para utilização do espaço, possibilitando que eles arquem com o custo da estrutura do evento. Em reunião ocorrida com o secretário Tiano Caduri, de Desenvolvimento Econômico foi constituída comissão com representantes da Secretaria e dos feirantes, para organizar a discussão e contratar a empresa que fará o serviço.

“Reconhecemos o momento difícil que vivemos, especialmente no que tange a situação financeira do município. Por isso, chamamos os interessados em participar para dialogar e juntos construímos uma alternativa para garantir a realização desta atividade. Quem ganha é a comunidade que poderá buscar o peixe e o chocolate de qualidade próximo de casa, sem precisar se deslocar para outra cidade. Estamos provando que a união de esforços com um objetivo comum é a saída para os grandes desafios”, declara o secretário.

A comerciante de peixes Michele de Lima Jacinto, que participa da Feira há mais de 10 anos, aprovou a alternativa encontrada pelo secretário Caduri. Segundo ela, o custo ficará dentro do orçamento dos feirantes, “o que é ótimo, já que corríamos o risco de não ter a feira, que já é uma tradição na cidade”, ponderou ela.

A Feira acontece de 23 a 26 de março de 2016, na praça central João Goulart, e vai contar com uma banca de peixe vivo, sete de peixe industrializado, quatro bancas de chocolate, duas de artesanato e duas de lanche.

Fonte: O Alvoradense