Comissão extraordinária analisa promoções irregulares de oficiais da Brigada Militar

Grupo enviará conclusões à BM e ao governador José Ivo Sartori dentro de 15 dias

398

O Palácio Piratini criou uma comissão extraordinária para analisar a polêmica envolvendo as promoções dos oficiais da Brigada Militar (BM). Desde 2012 a sequência de promoções pode estar alterada por falha, erro ou fraude – motivo o qual a comissão irá investigar.

O caso chegou ao governo por conta de oficiais que foram rebaixados de posto, enquanto outros haviam sido promovidos sem justificativa legal.

A Secretaria de Segurança Pública (SPP) está responsável pela comissão, que envolve também um indicado da Casa Civil, da Procuradoria-Geral do Estado (PGE) e dois membros da BM. Segundo a SSP, o objetivo é trazer “pluralidade” e “impessoalidade” ao processo como um todo.

A comissão extraordinária iniciou os trabalhos nesta segunda-feira (15), quando aconteceu a primeira reunião. O grupo tem 15 dias para enviar conclusões à Brigada Militar e ao governador José Ivo Sartori.

Fonte: O Alvoradense