Foto: Especial / OA

 No final de semana em muitos bairros da cidade foi possível constatar uma cor estranha na água fornecida pela Corsan.

Não era possível consumir ou mesmo lavar roupas com a água turva, parecendo um chá fraco. Em contato com a companhia, esta informou o que aconteceu em Alvorada.

Em nota, admite que houve casos pontuais de coloração, causados por uma alteração na cor da água captada no rio Gravataí, atingido pela seca que afeta o Estado.  A companha detectou mudanças no pH, cor, matéria orgânica e alcalinidade da água captada no manancial.

Informa, ainda, que vem trabalhando para minimizar o impacto do problema e garante que não há comprometimento na qualidade da água.

“A Companhia então tomou medidas imediatas, adaptando o processo de tratamento para não haver impactos na qualidade da água distribuída e comunicando as autoridades ambientais. Há uma tendência de melhora na qualidade da água captada, porém a normalização total está vinculada ao comportamento do rio”, diz a nota.

Segundo a Fundação Municipal de Meio Ambiente de Gravataí, a alteração pode estar relacionada a queimadas no banhado, ocorridas no período de estiagem. “As recentes chuvas podem ter trazido os restos dessas queimadas para o leito do rio”.

Foto: Especial / OA