Criança de 12 anos brincava com carrinho de rolimã quando foi atropelado. Ele morreu no local | Foto: Jonathas Costa / OA

Um hábito já tradicional de dezenas de crianças do bairro Bela Vista acabou em tragédia na tarde desta segunda-feira.

Cristian Proença de Sousa, de 12 anos, andava de carrinho de rolimã na rua Alfredo da Rocha quando um motoqueiro não conseguiu desviar a tempo e acabou atropelando o menino por volta das 16h. A criança morreu no local.

Segundo a Brigada Militar o motociclista, identificado como Lucas Gomes Marques, de 18 anos, não possuía Carteira de Habilitação.

Testemunhas relataram que após atropelar a criança Lucas deixou o local com a motocicleta em direção a sua casa, que fica há 200 metros do local do acidente. “Vi que o irmão e os amigos do Cristian foram atrás dele e começaram a gritar em frente a sua casa”, disse Joyce Souza, que mora na rua e chegou no local do acidente logo após o atropelamento.

Lucas acabou voltando e aguardou o atendimento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), já que também sofreu ferimentos nas pernas e braços. A moto dele foi buscada pela Brigada Militar em sua casa.

“Eu vi o momento do atropelamento e por mais que ele estivesse com medo, achei a atitude fria. Ele foi muito frio”, disse Larissa Fernandes, que mora bem em frente ao local do acidente.

A ocorrência foi atendida pela 3ª Delegacia da Polícia Civil de Alvorada e transferida para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA).

Desesperos dos pais
Os pais da vítima chegaram ao local logo após o acidente. A mãe pedia para que o corpo do filho fosse retirado dali, o que não ocorreu enquanto a perícia não chegou.

Já o pai, desesperado, se ajoelhou ao lado do corpo do filho e pediu: “Não faz isso comigo meu filho, não faz, por favor”. A cena emocionou até mesmo os policiais.

Fonte: O Alvoradense