Foto: 24 BPM / OA

Foram divulgados os números da Segurança Pública no Estado relativos a setembro. Neste mês houve redução nos índices criminais, atingindo um novo recorde no RS, os roubos de veículos abaixo de 500 casos, nunca igualados desde 2002, quando teve início a contabilização mensal em 2002. Este resultado pode ser confirmado também em Alvorada.

Em relação ao ano passado, houve uma redução de 39,8%, e comparando ao pico de ocorrências, em setembro de 2015, com 2.126 ocorrências de roubo, a diminuição foi de 1.630 veículos roubados. Foram 496 registros mês passado, contra 824 em 2019.

Os órgãos de segurança afirmam que este é o resultado do trabalho ininterrupto das polícias e do planejamento estratégico do RS Seguro, a partir da análise mensal realizada pela Gestão de Estatística em Segurança (GESeg).

O resultado é ainda mais importante quando se leva em conta o tamanho da frota no Estado. Nos últimos cinco anos, o número de veículos em circulação no RS cresceu 9%, de 6,4 milhões em 2016 para 7 milhões neste ano, conforme dados do Departamento Estadual de Trânsito (DetranRS).

Além do roubo de veículos, os crimes violentos letais intencionais e de roubo a pedestre compõem o grupo de indicadores fixos de avaliação nos 23 municípios priorizados pelo programa, incluindo Alvorada.

Entre os principais fatores responsáveis pela redução recorde, está a ampliação do número de câmeras de videomonitoramento e cercamento eletrônico à disposição do Departamento de Comando e Controle Integrado (DCCI) da Secretaria Estadual de Segurança Pública. Há um ano acontece a implantação de 525 novas câmeras e 30 salas de monitoramento em 36 municípios.

Ainda são considerados recordes outras reduções de setembro, como o número de homicídios, que reduziu 18,3%, caindo de 126 para 103. Na soma de vítimas entre janeiro e setembro, o total reduziu de 1.380 no ano passado para 1.281 neste ano, sendo este o menor número desde 2007, que teve 1.271 óbitos por assassinato no intervalo de nove meses.

Outro ponto positivo é a redução dos crimes de feminicídio, que reduziram 14,28% em relação a 2019. Foram seis vítimas no mês passado contra sete no período anterior. Pelo quinto mês consecutivo, os feminicídios se mantém em queda, graças também a campanhas de conscientização e canais de denúncia.

Outro crime contra a vida que reduziu foi o latrocínio, o roubo seguido de morte, com 10,5% em relação ao ano anterior, em setembro, que teve 57 roubos contra 51 este ano em todo o Estado.