Situação em Santa Maria é uma das mais preocupantes no Estado | Foto: Divulgação / Governo do RS / OA

O Rio Grande do Sul registra 44.119 pessoas atingidas pelas cheias dos últimos dias, segundo a Defesa Civil. Destas, 3.861 estão desalojadas e 9.160 desabrigadas. 56 cidades do Estado fazem parte da lista de atingidas pelas enchentes.

Dez municípios decretaram situação de emergência pelas cheias, são eles: Campestre da Serra, Sobradinho, Itaara, Silveira Martins, Ibarama, Nova Esperança do Sul, Miranguaí, São Jerônimo e São Gabriel.

As regiões Sudeste, Nordeste e Metropolitana do Estado estão sob riscos de alagamentos e deslizamentos. Em caso de qualquer desastre, a orientação é entrar em contato com a Defesa Civil, pelo telefone 199.

Situação na Capital
O Guaíba chegou a 2,8 metros de altura no Cais Mauá, em Porto Alegre. Está 8 centímetros abaixo do que chegou nesta segunda-feira (12), mas o sinal de alerta continua. A partir de 2,10 metros a situação é considerada preocupante. A cheia deve persistir por vários dias ainda.

O quadro atual é comparável à enchente de 1941, considerada a pior da história da Capital gaúcha. Na época, uma sucessão de chuvas teve como consequência as cheias. Desta vez, inundações em setembro, há 20 dias, foram determinantes.

Fonte: O Alvoradense