Relatório indica déficit de mais de 10 mil vagas em creches e pré-escolas em Alvorada | Foto: Jonathas Costa/OA
Relatório indica déficit de mais de 10 mil vagas em creches e pré-escolas em Alvorada | Foto: Jonathas Costa/OA

Alvorada registrou crescimento de 32,5% na oferta de vagas em educação infantil nos últimos dois anos. Ainda assim não há o que comemorar.

Segundo aponta o relatório Radiografia da Educação Infantil no Rio Grande do Sul, realizado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), em 2012 a cidade permaneceu com o segundo pior índice de atendimento na área entre todos os municípios gaúchos, a exemplo do que já havia ocorrido em 2011.

Os índices de atendimento, onde são comparados os números de vagas disponíveis com os de alunos, alcançaram 5,07% nas creches e 18,7% nas pré-escolas. No ano anterior as taxas eram de 4,76% e 11,83%, respectivamente.

Estes valores, no entanto, estão muito distantes das metas estipuladas pelo Plano Nacional de Educação (PNE). A cobertura de atendimento nas creches tem que alcançar os 50% até 2016. Nas pré-escolas a meta é oferecer atendimento universal.

 

Área Vagas Déficit
2011 2012 2011 2012
Creches 556 604 5283 5361
Pré-Escolas 747 1123 5569 4883
Educação Infantil 1303 1727 10852 10244

 

O desempenho de Alvorada, no entanto, demonstra que a cidade não conseguirá alcançar este sonho no prazo estipulado.

No ano passado, quando o relatório apontou a situação delicada do município, a prefeitura avaliou que o cenário poderia melhorar com a construção das creches bancadas pelo Governo Federal.

O relatório, no entanto, aponta para um futuro menos otimista. Os seis projetos que já possuem verba assegurada – cinco confirmados em 2012 e um neste ano – somam 720 vagas. Segundo aponta o TCE, no entanto, serão precisos, ao todo, mais de 5 mil matrículas em creches públicas para que Alvorada alcance a meta.

Nem mesmo os outros onze projetos que a prefeitura diz ter enviado à Brasília deve contribuir para zerar a conta. Se todos foram aprovados, faltariam, ainda, quase 3,4 mil vagas.

Nas pré-escolas o buraco é de 4,8 mil vagas. O déficit total na educação infantil na cidade soma 10,2 mil, 5,6% menor do que o registrado em 2011.

Uma diferença de apenas 1% tira Alvorada da última posição do ranking do TCE. Ainda que a cidade de Jaquirana tenha um déficit bem menor do que o de Alvorada, de 221 vagas, o município possui o índice de cobertura de 8,63%, o que o mantém na lanterninha.

Em todo o Estado faltam mais de 215 mil vagas em creches e pré-escolas.

Fonte: O Alvoradense