Segundo Dilma, o País passou por um processo muito longo até reconhecer a importância do metrô nas cidades | Foto: Reprodução/OA
Segundo Dilma, o País passou por um processo muito longo até reconhecer a importância do metrô nas cidades | Foto: Reprodução/OA

O metrô de Porto Alegre finalmente tem uma composição financeira e projeto para começar.

Neste sábado (12), na Assembleia Legislativa, a presidente Dilma Rousseff oficializou o acordo entre os governos federal, municipal e estadual para garantir os R$ 4,8 bilhões necessários para a obra.

O governo federal vai entrar com R$ 3,54 bilhões. Desse montante, a metade, R$ 1,7 bilhão é de financiamento, que 61% será tomado pelo Estado e 39% pela prefeitura, conforme Dilma.

A chefe de Estado destacou o crescimento das capitais brasileiras nos últimos 10 anos para justificar a construção do metrô em Porto Alegre.

“Com as nossas cidades crescendo, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre com os seus 2 milhões de habitantes, é impossível não construir metrô”, disse durante o discurso.

Segundo Dilma, o País passou por um processo muito longo até reconhecer a importância do metrô nas cidades. “O complexo de vira-lata fez com que a gente nunca aceitasse que o Brasil precisava de mais. Durante a década de 80, o entendimento que se tinha sobre isso era de que metrô era apenas para países ricos. O pacto sobre mobilidade urbana vem para reparar isso e esta obra em Porto Alegre é o início da concretização deste projeto”, explicou.

A previsão de início das obras é o segundo semestre de 2014, utilizando a técnica “Shield” – mais famosa como “tatuzão – no subsolo, o que evitará a abertura de ruas.

A projeção para finalizar o percurso, com 10 estações, é 2019. O primeiro terminal será no Terminal Triângulo na zona Norte, seguindo abaixo das imediações da avenida Assis Brasil até a rua da Praia, no Centro.

Metrô ligará estação Triângulo, na zona Norte de Porto Alegre, à Rua da Praia, no Centro | Foto: PMPA/Divulgação/OA
Metrô ligará estação Triângulo, na zona Norte de Porto Alegre, à Rua da Praia, no Centro | Foto: PMPA/Divulgação/OA

Fonte: Correio do Povo