A Polícia Civil confirmou por volta das 10h desta segunda-feira que dois músicos, integrantes da banda Gurizada Fandangueira, e um dos sócios da boate Kiss foram presos em caráter provisório.

Segundo o G1, Elissandro Sphor, foi preso nesta manhã de segunda-feira em um hospital de Cruz Alta. O vocalista e um responsável pela segurança do palco da banda foram detidos em Mata.

Eles tiveram o pedido de prisão temporária de cinco dias decretada pelo juiz Regis Adil Bertolindurante na madrugada desta segunda. Ainda de acordo com o portal de notícias, o vocalista do grupo que se apresentava no momento do incêndio foi detido durante o velório do gaiteiro Danilo Jaques na cidade de Mata, na Região Central.

Ao jornal Zero Hora o advogado do sócio da boate, o criminalista Jader Marques, afirmou que Elissandro Sphor, conhecido como Kiko, teve temor de permanecer em Santa Maria e buscou atendimento médico em Cruz Alta devido à intoxicação.

O fogo teria começado após integrantes da banda iniciarem um show pirotécnico, segundo apura a polícia. Faíscas teriam atingido o teto o que ocasionou o incêndio.

De acordo com o último relatório da Prefeitura de Santa Maria, o número de mortes subiu para 236. Outros 80 estão em estado grave nos hospitais da região central do Estado e Porto Alegre.

Fonte: O Alvoradense