UBS Nova Americana, parcilamente interditada em abril, será reformada | Foto: Mariú Delanhese / OA

Pelo menos duas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), a Santa Clara e a Nova Americana, não realizam atendimento na manhã desta terça-feira (15). Conforme funcionários, as UBSs foram interditadas pela Vigilância Sanitária pela quantia de lixo hospitalar acumulado nas salas de procedimento. Ainda de acordo com os trabalhadores da saúde, o serviço não era realizado há cerca de 30 dias, o que causou o acúmulo dos resíduos.

Na UBS Nova Americana, uma placa colocada no portão informa que apenas os agendamentos serão atendidos a partir das 13 horas. Ao lado há um cartaz da Paralisação Geral chamada pelos municipários. Portanto, o serviço só será restabelecido na quinta-feira (17).

A moradora Fátima conta que “há muitos anos luta por melhorias no posto de saúde do bairro, e busca de atendimento pediátrico e ginecológico”, mas problemas com a Vigilância Sanitária é inédito até mesmo para ela.

Já o casal Dinarte e Maria da Glória, que perderam a hora da consulta pela manhã, ficaram aliviados em saber que seriam atendidos ainda hoje. “Entendemos que a culpa não é do pessoal que trabalha aqui”, explicou a moradora da rua Taimbé.

Novidade
Uma novidade na UBS Nova Americana, é o acolhimento e agendamento diário, a partir das 8 horas, como forma de melhor atender a comunidade. Quem coordena a mudança é a enfermeira Claudia Fraga, que acredita que gradativamente a nova modalidade de atendimento dará bons resultados, com a agilidade dos serviços.

Por telefone, um funcionário da UBS Santa Clara confirmou a interdição da Unidade nesta manhã, sendo feitos apenas os agendamentos para os próximos dias.

Secretaria da Saúde
Através da Coordenadoria de Comunicação Social da Prefeitura, o secretário de Saúde Paulo Manenti afirmou que as UBSs Santa Clara e Nova Americana estão funcionando normalmente, sendo a parte interditada pela Vigilância Sanitária apenas a área de expurgo.

O secretário garante, ainda, que a partir de quarta-feira (16) a empresa que presta o serviço de recolhimento de lixo vai solucionar o problema.

Fonte: O Alvoradense