Expectativa é que obra que evitará alagamentos no bairro Americana fique pronta em 2017| Foto: Jonathas Costa / Arquivo OA

A Caixa Econômica Federal e o Ministério das Cidades aprovaram o termo de referência, elaborado pela Metroplan, para os anteprojetos de engenharia do sistema de diques em Alvorada e Porto Alegre. O anúncio foi realizado durante as atividades da Interiorização de Governo em Alvorada nesta quarta-feira (11).

A área escolhida para receber proteção de inundações compreende a várzea do rio Gravataí e as bacias afluentes pela margem esquerda localizadas no município, o que inclui o arroio Feijó. De acordo com o diretor de incentivo ao desenvolvimento da Metroplan, Dante Larentis, a licitação deve sair em 60 dias e as obras devem ser concluídas no segundo semestre de 2017.

O projeto, contemplado no PAC 2, prevê levantamentos topográficos em toda área urbana de Alvorada, o estudo de alternativas de traçado e o detalhamento dos projetos dos diques e obras complementares, como casas de bomba e bacias de detenção. A próxima etapa contempla o licenciamento ambiental, os reassentamentos e a execução das obras.

O contrato do governo Federal com o governo do Estado para o controle de cheias do rio Gravataí e afluentes em Alvorada e Porto Alegre é de R$ 228 milhões. Os recursos são repassados a fundo perdido pelo Ministério das Cidades.

Pavimentação
Durante a Interiorização, foi assinado também o convênio no valor de R$ 1,8 milhão para novas obras de pavimentação em Alvorada, além da confirmação da ordem de pagamento de outros R$ 5,4 milhões. Por meio da Metroplan, os recursos serão aplicados na pavimentação de 16 ruas.

O investimento vai contemplar além da pavimentação, terraplenagem, drenagem, meios-fios, rampas de acesso (acessibilidade) e sinalização. As obras foram escolhidas através do Sistema Estadual de Participação Popular e Cidadã, referentes aos anos de 2011, 2012 e 2013.

Fonte: O Alvoradense