Grupo permaneceu na sede do partido até a madrugada desta quarta-feira | Foto: PDT / Divulgação / OA
Grupo permaneceu na sede do partido até a madrugada desta quarta-feira | Foto: PDT / Divulgação / OA

Encerrado o prazo para a inscrição de chapas na disputa pela presidência municipal do PDT, apenas um grupo está apto para concorrer à eleição.

O grupo do atual presidente municipal da sigla, Dilson Rui Pila, e do presidente da Juventude Socialista, Tiano Caduri, vai disputar sozinho o comando do diretório após uma acirrada disputa interna no partido.

O vereador Valter Slaifer tinha o apoio da bancada pedetista na Câmara para concorrer, composta por Zezo e Preto, mas a inscrição acabou não sendo homologada no prazo regimental.

Os minutos finais para realizar a inscrição foram movimentados na sede do partido. Vereadores e militantes permaneceram no local até o fim do prazo para tentar viabilizar a homologação da segunda chapa, o que acabou não ocorrendo.

Segundo membros da executiva municipal, responsável pela organização da eleição, o grupo de Slaifer não apresentou um dos documentos obrigatórios. Chamado de “expresso consentimento”, o item serve como autorização do filiado para integrar a chapa.

Ainda de acordo com a comissão, nomes de integrantes que iriam concorrer ao diretório não eram filiados ao partido, o que foi considerado outro impeditivo para a inscrição.

O pleito está marcado para o próximo domingo, dia 26, mesmo com chapa única.

Após forte disputa interna pelo comando do partido, apenas uma chapa vai concorrer à eleição | Foto: PDT / Divulgação / OA
Após forte disputa interna pelo comando do partido, apenas uma chapa vai concorrer à eleição | Foto: PDT / Divulgação / OA

Fonte: O Alvoradense