Foto: Reprodução / OA
Foto: Reprodução / OA

Nesta terça-feira (28), a Secretaria Municipal de Educação (Smed), contratou (contrato 035/2020) serviço de aluguel de quatro veículos luxuosos para uso de servidores da secretaria. Os veículos são três pick-ups, cabine dupla, com valor unitário de R$ 71.760,00 e um caminhão, de valor R$ 47.520,00. O valor total do serviços é R$ 262.800,00, e o contrato tem duração de 12 meses.

A administração municipal decidiu gastar significativa quantia de recursos públicos no aluguel de carros luxuosos quando não consegue resolver adequadamente a questão da merenda escolar nesse período crítico para os alunos de famílias carentes, e nem consegue avançar em soluções efetivas de ensino virtual durante a pandemia.

Além do gasto mensal de R$ 21.900,00, deve se destacar que será necessário mais 4 motoristas para os veículos, além do pagamento de combustível, visto que estes serviços não estão incluídos nos aluguéis.

As aulas na rede municipal em Alvorada seguem com atividades domiciliares, sem previsão de retorno presencial e ainda sem efetividade nas ações que devem ser previstas para retorno das aulas com adequações das escolas.

Destacamos também a falta de importância que a SMED está dando ao combate a pandemia, visto que é momento de ajustamento das escolas municipais para o atendimento dos alunos, quando da abertura das escolas, devido a tantas mudanças previstas. Já se sabe que vai diminuir número de alunos por sala e que os protocolos de adequação serão bem rígidos. Isto já deveria estar no planejamento da Secretaria.

A SMED já demonstra, através de sua gestão, outras insatisfações nas comunidades escolares com o fim das eleições para as diretoras das escolas e também com a demora na recomposição do Conselho Municipal de Educação (Lei aprovada no início de abril), o qual também poderia estar trabalhando na fiscalização dos gastos inadequados.