Escola realizou protestos nesta quinta-feira pedindo mais segurança aos funcionários e estudantes | Foto Divulgação
Escola realizou protestos nesta quinta-feira pedindo mais segurança aos funcionários e estudantes | Foto Divulgação

A Escola Municipal Alice de Carvalho realizou um protesto nesta quinta-feira (14). O colégio se manifestou contra a violência após ser arrombado e invadido três vezes em quatro dias. As aulas de todos os turnos foram suspensas, e cerca de mil alunos foram dispensados no dia.

Toda comunidade escolar se manifestou contra a violência. Alunos e funcionários se uniram pedindo mais segurança. Segundo a diretora Enira Rodrigues, os estudantes e seus familiares foram compreensíveis e apoiaram o protesto. O colégio fica no bairro Maria Regina. A última invasão teve objetivo apenas de depredar a escola, quebrando portas e armários – não foi registrado nenhum roubo nesta ocasião.

A Secretaria de Educação já se prontificou para solucionar os problemas da Escola Municipal Alice de Carvalho. Ao ser contatada, agilizou as medidas para trazer mais segurança a comunidade escolar. Um segurança 24 horas já está presente desde a noite desta quinta-feira (14). Além disso, foi programada a instalação de alarme em todo colégio.

Estudantes ficaram sem aulas na quinta-feira devido a violência | Foto Divulgação
Estudantes ficaram sem aulas nesta quinta-feira (14) devido a violência no bairro | Foto Divulgação

Foram furtados aparelhos de DVD, televisões, caixas de som, dentre outros – fora as depredações que prejudicaram as instalações da escola. Ainda não foi estipulado o prejuízo em reais, mas os órgãos municipais já garantiram que irão cobrir todos os gastos.

A diretora da Alice de Carvalho salienta que a escola já voltou à normalidade. “A Secretaria de Educação, principalmente a Nair Ribeiro, foi ótima, e nos ajudou bastante”, afirma Enira Rodrigues. Com a segurança garantida, as aulas foram retomadas. Nenhum estudante deixou de comparecer no colégio nesta sexta-feira (15).

Fonte: O Alvoradense