Comunidade reage contra ações de vândalos / Foto: Especial / OA

A Escola Municipal Normélio Pereira de Barcellos, no Umbu, motivada pela onda de vandalismo e abandono de que se sente vítima, está organizando uma mobilização para a próxima quarta-feira (26), quando professores, alunos e pais realizam uma caminhada pelo bairro.

A decisão foi tirada durante reunião realizada na manhã desta quarta (19), quando a comunidade escolar avaliou as ações ocorridas nos últimos dias.

Em 11 de outubro a escola foi arrombada e vândalos entraram em várias salas, entre elas o Laboratório de Aprendizagem, sala dos professores e secretaria, onde danificaram materiais pedagógicos e documentos de alunos e ex-alunos. Portas foram quebradas, alimentos espalhados pelo chão e paredes foram riscadas.

Conforme a professora Malgarete Girelli, o ataque aconteceu no final da tarde, entre 18h e 19h, intervalo em que a escola ficava sem vigia. “No mês de setembro foram três arrombamentos no mesmo horário”, informou.

Outro problema é relativo às goteiras que, apesar da escola ter sido recentemente reinaugurada, “está chovendo mais dentro do que lá fora”.

Nota
Em contato com a Coordenadoria de Comunicação Social da Prefeitura de Alvorada, esta afirmou em nota: “A segurança pública é um problema que tem se agravado no último período, com a diminuição de efetivos da Brigada Militar. O caso da Escola Normélio ocorreu em um momento de troca de turnos. A Secretaria de Educação já tomou todas as providências cabíveis junto à direção da escola”.

Conforme Malgarete, desde sexta-feira (14) há guarda das 7h as 19h, “pagando duas horas de extra. Nós não trabalhamos na quinta e sexta”, afirma

Fonte: O Alvoradense