Reunião entre Prefeitura e Associação Carnavalesca terminou sem acordo na segunda-feira | Foto: CCS / Divulgação / OA

Um impasse entre a Prefeitura e Associação Recreativa dos Carnavalescos de Alvorada (ARCCA) deixa indefinido a realização do desfile de Carnaval deste ano.

O corte no valor dos repasses às sete escolas de samba é o ponto-chave da divergência. A prefeitura cortou 35% do valor dos repasses, disponibilizando R$ 14 mil para cada agremiação, além do apoio institucional e logístico para a realização dos desfiles.

Para as escolas, os valores são insuficientes. Pelo Facebook, César Arecuja, da escola de samba Algarve do Futuro, afirmou ser “impossível manter os contratos e bancar a estrutura do evento com o mesmo nível”. O carnavalesco chegou a afirmar que as escolas já teriam decidido cancelar o desfile, informação que ainda não foi confirmada.

Segundo o secretário da Cultura, Luiz Carlos Silveira, a prefeitura não possuiu muitas alternativas. “A proposta reúne todos nossos esforços para que seja possível realizar o Carnaval 2013 em Alvorada”, afirmou.

Em nota o governo informou que a realização do Carnaval é uma das ações imediatas da nova gestão e que realizou diversos encontros com a comunidade carnavalesca para a formatação da proposta.

O documento reafirma o interesse e realizar o evento apesar das dificuldades financeiras. Além do cachê a prefeitura formalizou o compromisso de viabilizar a estrutura de sonorização e o caminhão de som; iluminação, grades de contenção, arquibancadas, quatro camarotes, banheiros químicos, troféus e segurança.

Fonte: O Alvoradense