Cartaz informa que não haverá aulas no período da tarde na escola Idalina | Foto: Mariú Delanhese / OA

A maioria das escolas da rede municipal de ensino permaneceram abertas na manhã desta quarta-feira (16), durante o dia de paralisação dos servidores. A justificativa seria a preocupação com mecanismo de reposição das aulas, já que esta não é a primeira mobilização do ano.

É o caso da escola Monteiro Lobato, no bairro Americana, onde a equipe diretiva informou que apoiava a manifestação, mas não houve suspensão das aulas já que a região normalmente é atingida por alagamentos nos meses de inverno, o que poderia agravar a cumprimento do calendário letivo.

[wp-svg-icons icon=”file-4″ wrap=”b” color=”#dd9933″] Servidores voltam a ocupar prédio da prefeitura

Já os alunos do Idalina tiveram aulas em quatro turmas pela manhã, mas no período da tarde a paralisação será total. O mesmo ocorre no Justo, onde no turno da manhã apenas duas turmas tiveram aulas. A adesão na instituição será total no período da tarde e noite.

[wp-svg-icons icon=”file-4″ wrap=”b” color=”#dd9933″] Postos de saúde que abriram estavam sem médicos nesta manhã

No Antônio do Godoy houve paralisação parcial pela manhã, mas a tarde e noite as aulas devem ocorrer normalmente.

[wp-svg-icons icon=”images” wrap=”b” color=”#dd9933″] Veja as imagens do dia de paralisação e protesto em Alvorada

As escolas Padre Léo, Frederico Dihl, Vilagran Cabrita e Hilário Feijó tiveram aulas normais nesta manhã.

Fonte: O Alvoradense