Agentes de trânsito orientaram motoristas e pedestres nos principais cruzamentos do Centro | Foto: Jonathas Costa / OA
Agentes de trânsito orientaram motoristas e pedestres nos principais cruzamentos do Centro | Foto: Jonathas Costa / OA

A falta de luz que atingiu parte de Alvorada na tarde desta terça-feira (04) não afetou apenas municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre, como mensurou inicialmente a CEEE. O problema afetou pelo menos vinte cidades gaúchas, atendidas também pelas empresas RGE e AES Sul, com cortes totais ou parciais no fornecimento de energia elétrica.

O problema foi gerado a partir de uma falha em uma linha de energia do Sistema Interligado Nacional, que liga o Norte ao Sudeste e que provocou falta de energia em parte das regiões Sudeste, Centro-Oeste e Sul. O Operador Nacional do Sistema (ONS) não soube informar quantas pessoas foram afetadas pelo problema, detectado às 14h03min.

De acordo com o ONS, a energia começou a ser restabelecida 35 minutos depois.

Na área da AES Sul foram desligados 96 MW em cinco subestações deixando sem energia, por uma hora, as cidades de Venâncio Aires, Alegrete, Itaqui, Uruguaiana e São Borja. Já a RGE optou por um alívio de carga parcial e, com isso, aumentou o número de municípios atingidos e o tempo de interrupção. Por duas horas, o fornecimento foi parcial em Lagoa Vermelha, Bento Gonçalves, Gaurama, Sarandi, Parobé, Gravataí, Horizontina, Santa Rosa, Feliz, Nova Petrópolis e Não Me Toque. Na área da CEEE, o corte atingiu, em parte, os municípios de Porto Alegre, Guaíba, Alvorada, Camaquã, Dom Pedrito, Bagé e Pelotas.

Além do Rio Grande do Sul, foram adetas cidades dos estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Minas Gerais.

Em Alvorada, apagão foi parcial
Parte dos bairros de Alvorada teve o fornecimento de energia elétrica cortado pouco depois das 14h. A região mais afetada foi o Centro, onde todo o comércio da avenida Presidente Getúlio Vargas, da parada 40 até, pelo menos, a 53, ficou no escuro por cerca de 1h30min.

Os bairros Americana, Bela Vista e Formosa também foram atingidos.

No Centro o maior problema foram os cruzamentos, que ficaram com os semáforos desligados, complicando o tráfego. Agentes de trânsito orientaram motoristas e pedestres no cruzamento de Getúlio Vargas com Caetano Dihl e Oceania, entre as paradas 47 e 48. Nas esquinas das avenidas Maringá, Frederico Dihl e Elpídio Corrêa de Silveira, no entanto, não haviam servidores e houve confusão.

Em alguns cruzamentos da cidade, como na entrada pela avenida Baltasar, houve confusão entre motoristas | Foto: Jonathas Costa/OA
Em alguns cruzamentos da cidade, como na entrada pela avenida Baltasar, houve confusão entre motoristas | Foto: Jonathas Costa/OA

Fonte: O Alvoradense