Depois de quase 12 horas sem água em todos os bairros de Alvorada, o serviço foi restabelecido em grande parte da cidade no início da manhã deste sábado (27). Moradores do bairro Jardim Porto Alegre, no entanto, ainda reclamam da falta de abastecimento. O mesmo ocorreu no bairro Intersul. 

A falha começou por volta das 17h de ontem, quando a maioria dos bairros começou a enfrentar o problema. Por volta das 20h toda a cidade já não tinha mais água nas torneiras. Em algumas localidades o abastecimento foi interrompido ainda pela manhã.

O Alvoradense se empenhou em conseguir contato por diversas vezes com a Corsan, mas não conseguiu retorno da empresa. As insistentes tentativas perduraram toda a noite de sexta e a manhã deste sábado. 

Pelas redes sociais do jornal, mais de 800 comentários deram a dimensão do problema.

• MAPA: Internautas apontam bairros que ficaram sem água

Para muitos moradores, no entanto, o retorno da água não significou o fim dos transtornos. O líquido que sai pelas torneiras na manhã deste sábado é muito sujo, sendo impróprio para o consumo e até mesmo para ser utilizado na limpeza da casa.

Problemas na Região Metropolitana
Somente ontem foram registrados problemas semelhantes em Porto Alegre, Gravataí, Viamão e Eldorado do Sul.

O Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae) da Capital admitiu falta de água em razão do consumo elevado decorrente do calor excessivo. Conforme a autarquia, há problemas no nível dos reservatórios e a falta de energia elétrica agravou a situação.

Já a Prefeitura de Gravataí decretou situação de calamidade pública nesta sexta-feira em razão da falta de água que persiste no município. Conforme o documento assinado pelo prefeito Marco Alba, mais de 50% da população que dependente do serviço é afetada numa das mais fortes sequências de dias com extremo calor no Rio Grande do Sul. Moradores chegaram a realizar protesto ontem em frente a sede do Ministério Público.

Fonte: O Alvoradense