Moradores agora tem a tarefa de limpar os estragos causados pelas enchentes | Foto: Divulgação / OA
Moradores agora tem a tarefa de limpar os estragos causados pelas enchentes | Foto: Divulgação / Prefeitura de Alvorada / OA

As famílias desabrigadas pelas enchentes começam a voltar para as casas no bairro Americana. Mais de onze mil pessoas foram atingidas pelos alagamentos que tomaram a região após o transbordamento do Arroio Feijó. Cerca de cem seguem abrigados no Ginásio Municipal Tancredo Neves, segundo a Defesa Civil de Alvorada.

Está sendo realizada uma força tarefa para reconstrução da cidade. Foi criada, inclusive, uma câmara temática que analisa essa recuperação após o período de chuvas. A limpeza urbana segue atuando mesmo nos bairros mais atingidos pelas cheias.

• ASSINE: Receba a edição impressa do jornal O Alvoradense em casa
• CHEIAS: Imagens aéreas mostraram o drama no bairro Americana

Limpeza urbana atua normalmente na região | Foto: Divulgação / OA
Limpeza urbana atua normalmente na região |Foto:Divulgação/OA

Uma escavadeira hidráulica tem sido usada para limpar o Arroio Feijó. Além dela, outra equipamento experimental foi testado na região. A retirada de entulhos é essencial para baixar o nível da água e permitir a volta dos moradores da Americana.

A expectativa é de que sejam limpos mais 1.300m³ de entulho, o que corresponde a 90 caminhões carregados. Outras três equipes tem atuado na recuperação das vias pavimentadas. Já a operação Tapa-Buraco foi temporariamente suspensa pela chuva.

• Site especial reúne cobertura completa dos alagamentos em Alvorada

Fonte: O Alvoradense