Ministro do Planejamento Romero Jucá, durante entrevista coletiva em que explica teor da conversa gravada entre ele e o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado | Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil / OA

Ao contrário do que justificou o ministro do Planejamento, Romero Jucá, em entrevista coletiva no final da manhã desta segunda-feira (23), a conversa gravada entre ele e o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado não tem relação com a economia do País.

O jornal Folha de S. Paulo divulgou o áudio de dois trechos da conversa. Jucá havia dito que ao citar “estancar a sangria”, fazia referência à crise econômica do País, agravada pela instabilidade política. Os áudios, contudo, indicam que os dois tratavam sim da operação Java Jato e de meios de barrar o avanço da investigação.

Ouça os dois trecos da conversa:

Fonte: O Alvoradense